Tamanho do texto

No Brasil, taxa é de 11,8%, com estabilidade em praticamente todas as unidades da federação. Rondônia foi o único estado com alta no trimestre

clt arrow-options
Jana Pêssoa/Setas
São Paulo foi o único estado com queda do desemprego no terceiro trimestre, segundo o IBGE

São Paulo foi o único estado brasileiro que apresentou queda do desemprego no terceiro trimestre deste ano, na comparação com o segundo trimestre de 2019. A taxa do estado caiu para 12%, após registrar índice de 12,8% entre abril e junho. Os dados são da Pnad Contínua, divulgada nesta terça-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também: Dólar bate recorde histórico e fecha o dia cotado em R$ 4,206

A taxa de desocupação em todo o país ficou em 11,8%, com redução de 0,2% na comparação com o segundo trimestre deste ano. A redução no período só não foi maior em virtude da estabilidade de praticamente todos os estados brasileiros.

Somente o estado de Rondônia apresentou crescimento, com alta de 1,5 ponto percentual nos últimos três meses, atingindo 8,2%.

Os maiores níveis de desemprego foram observados na Bahia (16,8%), no Amapá (16,7%), e em Pernambuco (15,8%). Já as menores taxas foram em Santa Catarina (5,8%), Mato Grosso do Sul (7,5%) e Mato Grosso (8%).

A pesquisa aponta também que, no Brasil, 46,9% dos desocupados estavam em busca de trabalho por um período de um mês a um ano. E 25,2% buscavam uma vaga há dois anos ou mais, prazo que vem apresentando tendência de queda.

Leia também: Com leilões do pré-sal, governo fecha o ano 2019 com déficit de R$ 95,8 bilhões

Os que procuravam emprego há menos de um mês somam 1,8 milhão de pessoas, enquanto 3,2 milhões procuravam uma ocupação há dois anos ou mais.