Tamanho do texto

Bolsa volta a renovar a máxima histórica, operando acima de 107 mil pontos

dólar arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Dólar cai e volta a operar na faixa de R$ 4 após aprovação da Previdência

O fim da tramitação do texto-base da reforma da Previdência animou os investidores, e este bom humor é refletido no câmbio e na Bolsa. O dólar comercial, que nos últimos dois meses operou pressionado, recua 0,64% nesta quinta-feira, valendo R$ 4,008. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de São Paulo, opera com leve queda, de 0,40%, aos 107.115 pontos.

Leia também: Entenda como a reforma da Previdência vai afetar a sua aposentadoria

No início dos negócios desta quinta-feira (24), a moeda norte-americana chegou a ser negociada abaixo de R$ 4, atingindo R$ 3,99.

Na leitura dos analistas, o comportamento dos mercados reflete a expectativa com o prosseguimento das outras reformas econômicas, como a tributária, e a reforma administrativa .

Também anima o mercado a rodada de leilões e privatizações que o governo federal tem projetado para o fim deste ano e início de 2020.

Leia também: Reforma aprovada: conheça as regras de transição para cada categoria

No cenário externo, a guerra comercial entre Estados Unidos e China segue sendo preponderante, mas não eleva a cotação da moeda neste momento, em que o cenário interno dita o ritmo.