Tamanho do texto

Plenário rejeita destaque que retirava autorização de trabalho aos domingos e feriados; MP da liberdade econômica ainda será votada pelo Senado

Plenário da Câmara arrow-options
Fábio Pozzebom/ Agência Brasil
Plenário da Câmara do deputados vota destaques da MP da liberdade econômica

O plenário da Câmara dos Deputados  rejeitou  na tarde desta quarta-feira (14) o destaque à MP da liberdade econômica apresentado pelo PC do B que pretendia reverter a autorização de trabalho aos domingos e feriados para diversos setores da economia. A proposta foi rejeitada por 244 votos contra 120 e uma abstenção.

Comércio comemora aprovação da MP da liberdade econômica

Com isso, está mantida a permissão de trabalho aos domingos, uma das principais bandeiras do governo, desde que o empregador compense o empregado com uma folga. A redação prevê ainda que, a cada quatro semanas, fica obrigatória uma folga dominical .

O plenário da Câmara já rejeitou quatro destaques, e ainda precisa analisar outras oito propostas de modificação ao texto principal antes de encaminhar a reforma para o Senado . A medida provisória precisa ser votada nas duas casas até o dia 27 de agosto.

“Minirreforma trabalhista”? Como a MP da liberdade econômica afeta sua vida