Tamanho do texto

Correntistas da Caixa poderão fazer o saque de contas ativas e inativas a partir de 13 de setembro; clientes de outros bancos, só em 18 de outubro

agência da Caixa arrow-options
Antonio Cruz/Agência Brasil - 10.3.2017
Correntistas da Caixa serão os primeiros trabalhadores a terem acesso aos saques do FGTS em 2019

A partir do dia 13 de setembro, a Caixa Econômica Federal passa a liberar o saque especial das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Fazer ou não o saque anual do FGTS? Especialistas dizem o que levar em conta

O cronograma completo foi divulgado nesta segunda-feira (5).De acordo com o calendário de pagamento, os primeiros a serem beneficiados nesta primeira data serão aqueles com conta na Caixa e que nasceram entre janeiro e abril .

Os nascidos em maio, junho, julho e agosto, poderão sacar parte do saldo a partir de 27 de setembro e por último, quem nasceu nos meses setembro, outubro, novembro e dezembro. Nestes casos, o saque será permitido depois do dia 9 de outubro (veja o calendário completo abaixo).

O prazo se encerra em 31 de março de 2020. De acordo com a medida provisória (MP) , que alterou as modalidades de saque do Fundo de Garantia.

Como fazer o saque do FGTS?

Caso o trabalhador tenha conta de poupança na Caixa, o valor será creditado automaticamente. Os correntistas que não desejarem fazer o saque ou querem transferir o valor para outra instituição financeira devem informar ao banco até o dia 30 de abril de 2020 . A Caixa informa que 33 milhões de cotistas deverão receber o crédito automático.

Os trabalhadores também poderão recorrer às lotéricas , mas o valor do saque será limitado a R$ 100. Neste caso, será preciso obedecer um cronograma, que vai de outubro de 2019 para nascidos em janeiro e fevereiro até março de 2020 (quem nasceu em dezembro). Quem possui Cartão Cidadão também pode fazer o saque nos caixas eletrônicos.

Quanto posso sacar?

Os saques são limitados a R$ 500 por conta , no entanto, não há limites de número de contas para saque. Ou seja, se o trabalhador tiver seis contas, sejam elas ativas ou inativas, ele poderá sacar até R$ 3 mil - sendo R$ 500 de cada conta.

A MP também cria um nova modalidade de saque, no mês de aniversário do trabalhador, quando ele optar por não retirar os recursos na demissão sem justa causa. Nesse caso, os saques serão a partir de abril de 2020.

FGTS: Entenda diferença entre saque emergencial e saque-aniversário

Calendário para quem tem conta poupança na Caixa:

Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: 13 de setembro de 2019

Aniversário em maio, junho, julho e agosto: 27 de setembro de 2019

Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: 9 de outubro de 2019

Calendário para quem não tem conta poupança na Caixa:

Aniversário em janeiro: 18 de outubro de 2019

Aniversário em fevereiro: 25 de outubro de 2019

Aniversário em março: 8 de novembro de 2019

Aniversário em abril: 22 de novembro de 2019

Aniversário em maio: 6 de dezembro de 2019

Aniversário em junho: 18 de dezembro de 2019

Aniversário em julho: 10 de janeiro de 2020

Aniversário em agosto: 17 de janeiro de 2020

Aniversário em setembro: 24 de janeiro de 2020

Aniversário em outubro: 7 de fevereiro de 2020

Aniversário em novembro: 14 de fevereiro de 2020

Aniversário em dezembro: 6 de março de 2020

Fazer o saque do FGTS não anula a retirada integral do valor do Fundo em caso de demissão sem justa causa, além da multa de 40% sobre o valor total.

Cerca de 96 milhões de trabalhadores devem ser beneficiados com a liberação dos saques. Segundo a Caixa, são aproximadamente 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS , sendo que, 80% possuem saldo de até R$ 500.