Tamanho do texto

Credit Default Swap (CDS), que é uma espécie de seguro contra calote da dívida do país, voltou a operar em nível que não era visto desde 2014

Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro celebrou queda no indicador na noite desta segunda-feira

O presidente Jair Bolsonaro comemorou na noite desta segunda-feira (22) em publicação em sua conta oficial no Twitter a queda no  Credit Default Swap (CDS) , índice que mede o risco país, do Brasil. O CDS chegou a 128 pontos, índice que, segundo o presidente, é o menor patamar em cinco anos e que indica a "recuperação da confiança de investidores internacionais no Brasil".

Leia também: Governo pode autorizar saques de até R$ 500 do FGTS em 2019

"Junto a avanços como ingresso na OCDE e acordo Mercosul-UE, estamos colocando o Brasil no lugar que merece", acrescentou Bolsonaro em sua postagem.

O Credit Default Swap ( CDS ), que é uma espécie de seguro contra calote da dívida do país, voltou a operar em nível que não era visto desde  2014, ano em que o Brasil entrou em recessão. Atualmente, o CDS está negociado em 128 pontos.

Atualmente, a agência Fitch Ratings classifica a nota de crédito soberano do Brasil em "BB-". Desta forma, o país está três "degraus" abaixo da faixa de grau de investimento, classificação que indica que o país é um lugar seguro para investir. Alguns fundos institucionais exigem esse selo para fazer investimentos.

Leia também: Líder de caminhoneiros cobra reajuste de 30% a 35% na tabela de frete