Tamanho do texto

Apesar disso, número de estrangeiros que vieram a turismo cresceu; de acordo com o estudo, o sol e a praia continuam sendo o principal atrativo

Carteira de trabalho
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Estrangeiros que vem a trabalho são os que gastam mais no Brasil


O número de estrangeiros que vieram ao Brasil a trabalho caiu pelo quinto ano seguido em 2018. De acordo com o Ministério do Turismo, a quantidade de pessoas que viajaram ao País para negócios, eventos e convenções corresponde a 13,5% do total dos 6,6 milhões de turistas.

Leia também: Brasil volta à "lista suja" da violação de direitos trabalhistas da OIT

Apesar da diminuição no número de estrangeiros que vem trabalhar no Brasil, a quantidade de turistas a passeio cresceu, subindo pouco mais 32 mil de um ano para o outro.

Mesmo assim, os gastos dos estrangeiros no Brasil diminuíram, já que os que vem a negócios gastam diariamente US$ 30,17, cerca de R$ 115, a mais que a média. Com essa redução, o gasto médio dos turistas internacionais por dia atingiu o menor valor em pelo menos onze anos, chegando a US$ 53,96.

Entre as cidades que se destacam nesse tipo de turismo estão São Paulo e Rio de Janeiro. Juntos, os dois municípios representam 68,4% desse mercado.

Nos últimos anos, no entanto, a capital carioca tem perdido importância: com exceção de 2016, ano das Olimpíadas, a cidade está em uma curva decrescente desde 2014, passando de 27,5% naquele ano para 19,7% em 2018.

Ao contrário dos turistas que vêm ao Brasil para negócios, eventos e convenções, a pesquisa indica uma estabilidade na porcentagem de visitantes internacionais que vieram ao País por lazer, que permaneceu a mesma de 2017 — 58,8% do total.

De acordo com o estudo, o sol e a praia continuam sendo o principal atrativo do país — é o motivo principal de 71,7% dos visitantes estrangeiros. A natureza e a cultura brasileira também são relevantes no setor e representam a motivação principal de, respectivamente, 16,3% e 9,3% dos visitantes estrangeiros. 

Nesse mercado, o Rio de Janeiro é o principal destino de turistas — 29,7% dos estrangeiros vão à cidade. As outras duas localidades mais visitadas, Florianópolis (SC) e Foz do Iguaçu (PR), ficam no sul do país e são beneficiadas com a vinda, principalmente, de argentinos. A cidade catarinense recebe 17,1% dos visitantes, já o município paranaense recebe 12,9% do total.

O estudo divulgado também trouxe informações sobre a procedência dos turistas internacionais. Os visitantes da América do Sul representam 54,2% do total que chegam ao Brasil, seguidos pela Europa, com 16,2%, e pela América do Norte, com 8,1%.

Leia também: MPT recebe 4,3 mil denúncias de trabalho infantil por ano

Entre os países, a Argentina é de onde mais vem turistas. Os argentinos, sozinhos, representam 37,7% do total de estrangeiros que visitam o Brasil, seguidos pelos Estados Unidos, Chile, Paraguai e Uruguai.