Tamanho do texto

Durante cerimônia de posse da nova diretoria da Facesp, ministro da Economia reforçou confiança na reforma e falou em simplificar tributos

Paulo Guedes
Paulo Pampolin/Facesp
Ministro Paulo Guedes participou da cerimônia de posse da nova diretoria da Facesp

O ministro da Economia, Paulo Guedes, celebrou nesta quinta-feira (23) a oficialização do  apoio do governo dos Estados Unidos ao pleito brasileiro de conquistar um posto na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Durante cerimônia de posse da nova diretoria da  Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), em São Paulo, Paulo Guedes avaliou que a eventual adesão do Brasil ao grupo elevará o país  à "primeira divisão".

"Hoje está sendo anunciado o apoio formal para o Brasil entrar na OCDE, que é a primeira divisão. Entrar na OCDE é uma ideia de que agora você tem que ter políticas públicas que são compatíveis, os impostos são compatíveis... Você está indo para a primeira divisão. Não pode a 8ª economia do mundo ser 126º em facilidade de fazer negócio. Não faz o melhor sentido. O Brasil tem que estar entre as 50", disse.

O apoio norte-americano à inclusão do Brasil na OCDE  foi uma promessa feita pela Casa Branca durante a visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao americano Donald Trump, em março.

OCDE  atua como um fórum para cooperação e discussão de políticas públicas e econômicas que guiam os países que dela fazem parte. Para participar da organização, são necessárias a implementação de uma série de medidas econômicas liberais, como o controle inflacionário e fiscal. Em troca, o país ganha um "selo" de investimento que pode atrair investidores do mundo todo.

O processo de entrada na organização é longo, podendo se estender por cerca de quatro anos. Atualmente, 36 nações integram o grupo, incluindo países como França, Japão, Alemanha, Reino Unido, Coreia do Sul, Canadá e Austrália. Na América do Sul, apenas o Chile faz parte dessa lista.

Em seu discurso à plateia constituída por centenas de empresários, Paulo Guedes voltou a reafirmar sua confiança na aprovação da reforma da Previdência no Congresso e prometeu a simplificação de impostos para recuperar a economia do País.

"Vamos ter que abrir a economia. Mas não vamos abrir a economia com esse excesso de impostos. Vamos ter que abrir aos poucos, depois de simplificar os impostos. Vamos ter uma agenda muito positiva, impondo nosso programa do caminho da prosperidade", afirmou.

Leia também: Guedes diz que reforma da Previdência será aprovada em até 90 dias

Posse da nova diretoria da Facesp

Bruno Covas, João Doria e Paulo Guedes na posse da nova diretoria
Paulo Pampolin/Facesp
Nova diretoria da Facesp tomou posse nesta quinta-feira em cerimônia com autoridades estaduais e federais

Tomaram posse, em cerimônia realizada no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo, o novo presidente da Facesp , Alfredo Cotait Neto, e os componentes da diretoria executiva e dos 20 vice-presidentes da Federação, representando as regiões administrativas paulistas.

Alfredo Cotait Neto é empresário, engenheiro e ex-senador. Ele foi eleito para a presidência da Facesp no dia 25 de fevereiro e se comprometeu a "aumentar o protagonismo da entidade e ampliar seu papel de representante da classe empresarial paulista, além de fortalecer o empreendedor e a economia do Estado e do País”. 

Além de Paulo Guedes , outras autoridades também participaram do evento, tais como o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e o governador do estado, João DOria (PSDB). Centenas de empresários filiados à Facesp também compareçam ao evento.