Brasil Econômico

comissão especial da reforma da Previdência
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados - 9.5.19
Comissão especial da Câmara volta a debate reforma da Previdência

A comissão especial da Câmara dos Deputados, instalada para debater a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, que trata a reforma da Previdência , retomou nesta quinta-feira (9) as discussões na Casa, em audiência pública com a presença de professores, economistas e consultores legislativos.

Leia também: 59% dos brasileiros concordam que é preciso reformar Previdência, diz Ibope

Segunda etapa da tramitação da reforma no Congresso, a comissão especial é responsável por debater o mérito da proposta apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). Nesta quarta-feira (8), estiveram presentes Paulo Guedes, ministro da Economia, e Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho. Ao todo, o colegiado conta com 49 deputados, selecionados pelos líderes dos partidos.

Parte das discussões no colegiado virá por meio de audiências públicas, com convidados especialistas no tema  Orçamento e Financiamento da Previdência Social . Nesta quinta-feira, foram convidados  Eduardo Fagnani, Professor do Instituto de Economia da Unicamp; Eduardo Moreira, Professor; Paulo Tafner, Economista pesquisador da FIPE; e Pedro Fernando de Almeida Nery Ferreira, Consultor Legislativo do Senado Federal.

Assista ao vivo o debate na comissão especial

Para a participação de determinado convidado, os deputados podem entrar com requerimentos, passados aos líderes da comissão, o presidente Marcelo Ramos (PR-AM) e o relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). O professor Eduardo Fagnani, da Unicamp, por exemplo, criticou a proposta do governo e o discurso de "combate aos privilégios", citando como o governo poderia, segundo ele, reduzir as desigualdades e o déficit das contas públicas.

Leia também: Com Frota e Gleisi, comissão especial da Previdência tem lista definida

De acordo com o calendário da comissão especial , serão feitas entre 11 e 40 sessões para debater a PEC na Câmara. Caso o colegiado aprove a proposta, ela seguirá para a ordem do dia do plenário da Casa. Confira como funciona a tramitação da reforma no Congresso .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários