Desde janeiro, expectativas de alta do PIB para o fim deste ano caíram de 2,53% para 1,49
shutterstock
Desde janeiro, expectativas de alta do PIB para o fim deste ano caíram de 2,53% para 1,49


Analistas do mercado financeiro continuam receosos a respeito do crescimento da economia brasileira neste ano. Pela décima vez consecutiva,  os economistas consultados pelo Banco Central (BC) reduziram as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

De acordo com o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (6), a nova previsão é que a o PIB de 2019 fique em 1,49%.  Na semana anterior, a estimativa era que o PIB crescesse 1,7% .

As expectativas de crescimento para a  economia brasileira  vem caindo rapidamente. Na primeira edição do Boletim Focus deste ano, a projeção era que o PIB atingisse 2,53% no final do ano

Para os próximos anos (2020, 2021 e 2022), as previsões permaneceram estáveis em 2,5%,

Você viu?

Inflação, Selic e dólar

Além do PIB, Boletim Focus também faz estimativas para taxa de inflação, Selic e para a cotação do dólar
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Além do PIB, Boletim Focus também faz estimativas para taxa de inflação, Selic e para a cotação do dólar


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do Brasil, também foi alterado pelas projeções do mercado fincaneiro, subindo de 4,01% para 4,04%.  A estimativa está dentro da meta de inflação deste ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Para 2020, a previsão segue em 4%. Também não houve alteração para 2021 e 2022, anos que tem previsão de inflação de 3,75%. 

Para controlar a inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic . Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,5% ao ano até o fim de 2019.

Leia também: Bolsas asiáticas e europeias despencam após Trump aumentar tarifas contra China

Já as previsões do dólar ficaram estáveis para o fim deste ano, em R$ 3,75 e foram ajustadas de R$ 3,79 para R$ 3,80 no fim de 2020.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários