Tamanho do texto

De acordo com a pesquisa, trabalhador precisaria de valor 4,29 vezes maior que o salário mínimo oficial para sustentar uma família de quatro pessoas

undefined
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Salário mínimo necessário para sustentar uma família de quatro pessoas em março era de R$ 4.277,04

No mês de março, o salário mínimo necessário para sustentar uma família com quatro pessoas deveria ter sido de R$ 4.277,04, o que representa 4,29 vezes o salário mínimo em vigor, de R$ 998 . A estimativa foi divulgada nesta quinta-feira (4) pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômico (Dieese).

O levantamento é realizado mensalmente como uma estimativa de quanto deveria ser o salário mínimo para que sejam atendidas as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como garantido pela Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social.

Esse valor é calculado com base no maior valor da cesta básica entre 18 capitais pesquisadas. Em março, o maior valor foi visto em São Paulo, de R$ 509,11. Os menores preços foram registrados em Salvador (R$ 382,35) e em Aracaju (R$ 385,62). A diferença entre o salário mínimo real e o necessário, de acordo com o Dieese, subiu entre fevereiro e março. No segundo mês do ano, o ideal era que o mínimo fosse 4,06 vezes o valor real, ou seja, de R$ 4.052,65.

Leia também: Estatais pagam salários até oito vezes mais altos que empresas privadas, diz TCU

Neste ano, salário mínimo subiu para R$ 998

undefined
Antonio Cruz/Agência Brasil
Bolsonaro assinou decreto do salário mínimo no primeiro mês de mandato, e estabeleceu valor de R$ 998

O salário mínimo para os brasileiros, a partir de 1º de janeiro deste ano, passou a ser de R$ 998. O decreto foi divulgado no Diário Oficial da União e foi o primeiro assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). O texto estabelece também o valor diário do salário mínimo em R$ 33,27, e o valor por hora em R$ 4,54.

Leia também: Conheça Zeca Dirceu, deputado que irritou Guedes ao chamá-lo de 'tchutchuca'

O valor mensal de R$ 998 do  salário mínimo  traz um aumento de R$ 44 (4,6%) em relação ao praticado durante o ano de 2018, que era de R$ 954. O valor, no entanto, ficou abaixo dos R$ 1.006 aprovados pelo Congresso para este ano, o que virou alvo de críticas.