Brasil Econômico

A CNN Brasil fechou a contratação dos jornalistas Leandro Cipoloni, para o cargo de Vice-presidente de Jornalismo, e Virgilio Abranches, para o cargo de Vice-presidente de Programação e Multiplataforma. Os dois novos contratados serão responsáveis pela gestão editorial e operacional da emissora em todas as plataformas.

undefined
Divulgação
CNN Brasil monta seu time de jornalismo para chegada ao Brasil

Leia também: Empresário e ex-chefão da Record se unem para fundar a CNN Brasil

Abranches era diretor de programas na RecordTV, função que ocupava desde 2014 até chegar a CNN Brasil . Nos 15 anos de empresa, atuou como produtor, editor, editor-executivo, editor-chefe, chefe de produção e chefe de redação de alguns de produtos como Jornal da Record, Fala Brasil e Domingo Espetacular. Foi diretor de jornalismo nos Estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Nos últimos anos, especializou-se em estratégia de programação e audiência para a Vice-presidência de Jornalismo da Record. Era ele também que comandava o braço do departamento de Jornalismo na faixa de linha de shows da emissora. Com 20 anos de carreira, Abranches teve ainda passagens pela EPTV Campinas, afiliada da Rede Globo, e pelo jornal Folha de S. Paulo.

Também com 15 anos de RecordTV, Cipoloni deixa o cargo de diretor de Jornalismo do grupo (além da TV, respondia pelo ​portal R7)​. Antes, foi repórter e editor de política no ​Grupo Estado, no ​Jornal da Tarde e ​O Estado de São Paulo,​ quando se especializou em jornalismo investigativo. Na RecordTV, esteve à frente da estrutura técnica e operacional da produção diária de 11 horas de telejornalismo, ao vivo, no Brasil e no exterior.

Leia também:  CNN Brasil vai ter Américo Martins como seu vice-presidente de conteúdo

À frente do núcleo investigativo, foi responsável pelas reportagens que culminaram com a renúncia da antiga presidência da CBF (deram originem ao livro “O Lado Sujo do Futebol”, finalista do prêmio literário Jabuti) e pela série de matérias sobre o esquema de corrupção no governo estadual do Rio de Janeiro. Entre os prêmios conquistados, está o primeiro Esso da história da RecordTV, em 2005. Os novos contratados atuarão em conjunto com a Vice-presidência de Conteúdo, sob responsabilidade do jornalista Américo Martins, anunciado na última quarta-feira.

Américo ocupou a superintendência de Jornalismo e Esportes da Rede TV! e, depois, quase na sequência, a presidência da EBC. Passou também pelas redações da Folha e Jornal do Brasil. Em duas ocasiões, uma antes e outra mais recentemente, foi chamado para posições de comando na BBC de Londres, como a direção de Parcerias Globais e a própria Redação. 

“Ajudar a lançar a CNN Brasil é um privilégio para qualquer jornalista”, destaca Américo . “Trata-se de uma das marcas mais importantes e com maior credibilidade no jornalismo mundial. Esse projeto é muito importante para a renovação da  imprensa no Brasil e é um orgulho participar desse desafio”, diz Américo.

Leia também: CNN Brasil tem safra de ex-jornalistas da Globo à sua disposição

Além de Abranches e Cipoloni, a CNN Brasil anuncia a contratação de Fabiano Falsi para a chefia de Redação. Ele esteve à frente do jornalismo da Record na Bahia nos últimos três anos. Foi sob o comando de Falsi que a emissora alcançou resultados expressivos de audiência, os maiores da Rede Record em todo Brasil, que provocaram mudanças drásticas na concorrência. Começou no rádio, com passagens pelo Sistema Globo e Eldorado. Depois, atuou na revista Época Online, Agora SP (Grupo Folha), Portal Terra, SBT e Rede Globo de São Paulo. Na Record, foi vencedor do prêmio Tim Lopes de jornalismo investigativo em 2014 e finalista dos prêmios Esso e Roche.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários