Tamanho do texto

Inflação negativa de 0,16% é o menor resultado para dezembro desde 1994; baixa no índice foi impulsionada pela queda do preço dos combustíveis. Veja

Queda de 5,47% no preço da gasolina influenciou no valor da inflação de dezembro
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Queda de 5,47% no preço da gasolina influenciou no valor da inflação de dezembro


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), conhecido por medir a inflação oficial do Brasil, registrou taxa negativa de 0,16% no mês de dezembro. O número foi divulgado nesta sexta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também:Economia cresce menos que o esperado e BC reduz projeção de alta do PIB em 2018

O resultado de dezembro é o melhor registrado desde julho do ano passado, quando o índice apresentou deflação - ou seja,  a   inflação  negativa, que aparece quando os preços dos produtos e serviços caem - de 0,18%. 

De acordo com os dados do IBGE, se comparados todos os meses de dezembro de anos anteriores, essa foi a menor taxa para a data desde a implantação do Plano Real, em 1994. Em novembro de 2017, a inflação ficou positiva em 0,28%. 

Com o resultado, a taxa ficou 0,35 ponto percentual menor em relação à variação de preços de novembro, quando o IPCA-15 fechou com alta de 0,19%. Nesse período, entretanto, o índice final ficou em -0,21% , registrando, na época, a segunda deflação do ano.

No acumulado de 2018, ou seja, entre janeiro e dezembro deste ano, o índice soma 3,86%, abaixo da meta oficial divulgada pelo Banco Central (BC), de 4,50%.

Na última segunda-feira (17), os analistas do mercado financeiro mantiveram a projeção da inflação para 2018. De acordo com o Boletim Focus, divulgado na data pelo BC, a estimativa é de que a inflação fique em 3,71%  no final deste ano.

Queda da inflação foi impulsionada pela baixa no preço dos combustíveis

Contas de luz mais baratas também ajudaram na queda da inflação neste mês
Agência Brasil/Marcelo Camargo
Contas de luz mais baratas também ajudaram na queda da inflação neste mês


De acordo com o IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, quatro apresentaram deflação de novembro para dezembro: transportes, saúde e cuidados pessoais, habitação e comunicação. O setor de transportes, entretanto, foi o que apresentou maior queda, de 0,93%.

Com baixas de cerca no preço dos combustíveis , foi esse segumento que puxou a inflação de dezembro para baixo. Enquanto a gasolina caiu cerca de 5,47%, o etanol e o óleo diesel também apresentaram redução no valor, de 3% e 1,93%, respectivamente. Em todo o Brasil, as maiores quedas foram da gasolina em Salavador (-8,90%) e em Fortaleza (-3,02%). 

O setor de habitação (-052%) também ajudou na queda da inflação , motivado principalmente pela mudança da bandeira tarifária amarela para a verde nas contas de energia elétrica .



    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.