Tamanho do texto

Relatório Trimestral de Inflação, realizado pelo Banco Central com agentes do mercado financeiro, aponta PIB de 1,3% e inflação de 3,7% no Brasil

Economia cresceu abaixo das projeções em 2018,  segundo o Banco Central
Alan Santos/PR - 8.12.18
Economia cresceu abaixo das projeções em 2018, segundo o Banco Central

O Banco Central (BC) reduziu a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro para 2018, revelando que o crescimento da economia no período foi abaixo do esperado. O órgão estima um crescimento de 1,3% nos bens produzidos no País – o PIB – e inflação de 3,7%, segundo revela o Relatório Trimestral de Inflação, divulgado nesta quinta-feira (20).

Leia também: Greve de caminhoneiros colocou Petrobras em xeque e expôs dependência rodoviária

A projeção anterior, divulgada no relatório de setembro, trazia estimativa de 1,4% (0,1 ponto percentual a mais do que a estimativa atual) para o PIB da economia brasileira e de 3,7% para a inflação, que se manteve.

Com a inflação a esse valor, uma das metas mais importantes para feita pelo governo será cumprida: manter o índice inflacionário dentro da meta de 4,5%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual, para mais ou para menos.

Apesar de a projeção de inflação não ter se alterado em relação aos dados divulgados em setembro, os 3,7% esperados para 2018 indicaram que o índice inflacionário cresceu 0,75 ponto percentual na comparação com 2017, quando a inflação oficial foi de 2,95%.

O último Boletim Focus , projeção semanal realizada com o mercado financeiro e divulgada pelo BC na última segunda-feira (17), prevê inflação em 3,71% e PIB com crescimento de 1,3% no final de 2018.

Já o relatório oficial, divulgado trimestralmente pelo Banco Central , apresenta indicadores da economia nacional e também mundial, além de expectativas para os próximos meses feitas pelo próprio BC, com participação de analistas do mercado financeiro.

A economia em 2019, segundo projeção do BC

Paulo Guedes, Ministro da Economia, e Bolsonaro, presidente eleito, devem fazer PIB crescer 2,4% em 2019, aponta BC
Reprodução/Twitter
Paulo Guedes, Ministro da Economia, e Bolsonaro, presidente eleito, devem fazer PIB crescer 2,4% em 2019, aponta BC

A projeção de crescimento do PIB de 2019 foi mantida em relação ao relatório de setembro. De acordo com os valores divulgados, é esperado um PIB 2,4% maior no próximo ano, que marca o primeiro ano de governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro  (PSL).

“Conforme destacado no Relatório de Inflação de setembro, essa projeção é condicionada ao cenário de continuidade das reformas e ajustes necessários na economia brasileira, notadamente de natureza fiscal”, justificou o BC.

Leia também: Economia argentina entra em recessão mesmo após Macri pedir socorro ao FMI

Mesmo com a desaceleração da economia global e a revisão das exportações e importações, revistas de 6% para 5,7% e de 5,9% para 6,1%, respectivamente, a expectativa de 2,4% se mantém, revelando o otimismo com a futura gestão nesse aspecto.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.