Tamanho do texto

Valor é 25 vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado; no acumulado de 2018, a arrecadação chegou a R$ 26,6 bilhões

A Petrobras lucrou R$ 6,6 bilhões líquidos no terceiro trimestre de 2018
shutterstock
A Petrobras lucrou R$ 6,6 bilhões líquidos no terceiro trimestre de 2018


A Petrobras lucrou, no terceiro trimestre deste ano, 25 vezes mais do que no mesmo período do ano passado. A informação é de um balanço feito pela estatal divulgado nesta terça-feira (6).

Leia também: Bolsonaro avalia nome militar para presidir a Petrobras em eventual governo 

De acordo com as informações, a  Petrobras lucrou , de julho a setembro de 2018, R$ 6,6 bilhões líquidos. O valor, que é 25 vezes maior do que o registrado durante os mesmos meses de 2018, representa um aumento de mais de 2.300%.

Apesar do bom resultado em relação a 2017, a arrecadação desse terceiro trimestre é 34% menor do que a registrada no segundo trimestre de 2018, quando a estatal faturou R$ 10,07 bilhões .

No acumulado do ano, a Petrobras fecha os três primeiros trimestres com lucro líquido de R$ 26,6 bilhões. Segundo a companhia, esse é o maior valor arrecadado no período desde 2011. Em relação aos nove primeiros meses de 2017, o aumento nos lucros foi de 371%.           

O presidente da estatal,  Ivan Monteiro , comemorou os números atingidos pela companhia neste ano. “Nossos resultados financeiros comprovam que já estamos colhendo uma série de frutos decorrentes de nossa recuperação. É o terceiro trimestre seguido em que registramos lucro líquido”, disse. 

Para a Petrobras, a melhoria no desempenho foi influenciada pela maior margem de exportações e vendas de derivados no Brasil, que foram impulsionadas pelo aumento do preço do barril de petróleo e pelo real mais desvalorizado; pelo crescimento nas vendas de diesel e, além disso, por uma diminuição nas despesas da empresa, que está menos endividada e controlando melhor seus gastos.

Petrobras lucrou mais em 2018, mas precisou fechar acordos para garantir controle de gastos

Petrobras lucrou mais e ficou menos endividada em 2018
Petrobras/Arquivo
Petrobras lucrou mais e ficou menos endividada em 2018


No final de setembro, a Petrobras fechou um acordo para encerrar as investigações  feitas pelos Estados Unidos, através do Departamento de Justiça (DOJ) e da Securities and Exchange Commission (SEC), sobre as irregularidades encontradas na estatal pela  Operação Lava Jato . Para isso, cerca de R4 3,5 bilhões (US$ 853 milhões) foram pagos às autoridades norte-americanas.

Desse valor, 80% (US$ 682,5 milhões) ficou mantido no Brasil, sendo pago diretamente ao Ministério Público Federal (MPF), 10% (US$ 85,3 milhões) foi destinado ao DOJ e os outros 10% (US$ 85,3 milhões) ao SEC.

Esse acordo garante que a empresa não será mais processada pelos esquemas de desvios de recursos feitos em território americano. Assim, a Petrobras encerra um período de incertezas que poderiam ser prejudiciais aos seus lucros.

Para o presidente Monteiro, a organização das pendências financeiras e a retomada do crescimento são importantes para o Brasil. “Arrumamos a casa. A retomada do nosso crescimento é positiva não só para a Petrobras, como também para o país, uma vez que a empresa gera recursos para a sociedade por meio de tributos e participação nos lucros, contribuindo para o desenvolvimento do Brasil pela cadeia de valor do nosso negócio”, afirmou.

Leia também: Preço da gasolina nas refinarias será o menor desde agosto, anuncia Petrobras 

Ainda de acordo com o balanço, a Petrobras lucrou R$ 6,6 bilhões em valores líquidos no terceiro trimestre de 2018, mas a arrecadação seria de R$ 10,269 bilhões se os pagamentos aos Estados Unidos não tivessem sido feitos. No acumulado do ano, o valor seria de R$ 28 bilhões de lucro caso o acordo não fosse realizado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.