Tamanho do texto

Mais de 7 milhões de passageiros foram transportados em junho; a oferta de assentos subiu 8,1% no mesmo período

Na mesma comparação, a oferta de assentos em voos domésticos cresceu 8,1% em junho deste ano em relação ao do ano passado
Antonio Cruz/Agência Brasil
Na mesma comparação, a oferta de assentos em voos domésticos cresceu 8,1% em junho deste ano em relação ao do ano passado

A procura por voos domésticos registrou aumento de 5,1% em junho de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo relatório da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgado no último dia 25, 7,2 milhões de passageiros foram transportados nesse período - uma variação positiva de 3,5% ante o mesmo mês de 2017.

Leia também: Tarifas de embarque ficam mais caras em voos nacionais e internacionais

Na mesma comparação, a oferta de assentos em voos domésticos cresceu 8,1% em junho deste ano em relação ao do ano passado. Nos seis primeiros meses de 2018, tanto a demanda quanto a oferta acumularam alta de 4,2%.

De acordo com a ANAC, a procura e a disponibilidade de assentos em voos internacionais também aumentou neste mês. A primeira subiu 16,6% em relação a junho de 2017, enquanto a segunda cresceu 23,8%. Só em junho deste ano foram transportados 656 mil passageiros em viagens internacionais ao todo.

Em comparação com o primeiro semestre de 2017, a demanda internacional cresceu 15,8% e a oferta aumentou 19,4% entre janeiro e junho deste ano.

Participação no mercado

No mercado brasileiro, a Avianca aparece em último lugar, com uma porção de 13,7% da demanda total de voos domésticos
Avianca Internacional/Divulgação
No mercado brasileiro, a Avianca aparece em último lugar, com uma porção de 13,7% da demanda total de voos domésticos

Em junho de 2018, a Gol teve 35,8% de participação na demanda por voos domésticos, seguida pela Latam, com 31,3%. Na comparação com o mesmo período do ano passado, essas fatias representaram uma variação de 1,6% e -4,3%, respectivamente.

Leia também: Anac poderá intervir se companhias aéreas não reduzirem preços das passagens

Em terceiro lugar, aparece a Azul, com participação de 18,8% no mercado brasileiro neste mês. A Avianca vem logo atrás, com uma porção de 13,7% da demanda doméstica. Mesmo juntas (32,5%), as duas não chegaram à porcentagem de participação da Gol no mercado.

Nos voos internacionais, a Latam encerrou o mês de junho deste ano com 69,9% de participação no mercado - um acréscimo de 3,4% em relação ao mesmo período de 2017. Azul e Avianca aparecem em seguida, com 17,3% e 6,8% de participação e alta de 66,6% e 1471,1% ante junho do ano passado, respectivamente.

Primeira colocada nos voos domésticos e última nos internacionais, a Gol alcançou uma porção de 6,1% do mercado em junho deste ano - uma redução de 17% em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Ocupação em voos domésticos e internacionais

Assim como nos voos domésticos, o aproveitamento dos assentos em viagens internacionais também reduziu (-5,8%) em relação a junho de 2017
Shutterstock
Assim como nos voos domésticos, o aproveitamento dos assentos em viagens internacionais também reduziu (-5,8%) em relação a junho de 2017

No último mês, segundo a ANAC , a taxa de aproveitamento dos assentos foi de 77,9% em voos domésticos; o percentual é 2,8% menor do que o verificado em junho de 2017. Nos seis primeiros meses de 2018, a ocupação foi de 80,2%, similar à verificada no mesmo período do ano passado.

Leia também: Seu voo foi cancelado? Você pode ganhar dinheiro com isso

Assim como nos voos domésticos , o aproveitamento dos assentos em viagens internacionais também reduziu (-5,8%) em relação a junho de 2017, chegando a 80% no último mês. No primeiro semestre de 2018, o indicador já acumulou queda de 3% ante os mesmos meses de 2017 (82,6%).


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas