Tamanho do texto

Fusão não causará mudanças nas operações; ambos os sites continuarão em funcionamento e vendendo normalmente seus inventários de ofertas

Com a fusão entre Groupon e Peixe Urbano, intenção é colocar o mesmo cardápio de ofertas nas duas plataformas
Bárbara Ladeia
Com a fusão entre Groupon e Peixe Urbano, intenção é colocar o mesmo cardápio de ofertas nas duas plataformas

Antigos concorrentes no mercado de ofertas locais, Peixe Urbano e Groupon Brasil anunciaram a fusão de suas operações nesta segunda-feira (27). Agora, o usuário vai contar com a união dos esforços das equipes em busca dos melhores parceiros e ofertas.

Leia também: Petrobras anuncia novo aumento no preço da gasolina nas refinarias

Não haverá modificação nas operações após o fusão . Ambas as plataformas continuarão ativas e vendendo seus inventários de ofertas. O objetivo é que, com o tempo, os usuários das duas marcas tenham o mesmo cardápio de ofertas.

"É uma soma de fortalezas. Juntamos a liderança do Groupon Brasil na cobertura do mercado de Beleza e Viagens Locais à expertise do Peixe Urbano em Gastronomia e Entretenimento. Ao fim das contas, quem se beneficia é usuário, que vai ter o melhor dos dois mundos", diz Félix Lulion, CEO do Groupon Brasil.

Leia também: Cheques de qualquer valor serão compensados em até 1 dia útil, diz Banco Central

"Outra vantagem é que a tecnologia do aplicativo móvel do Peixe Urbano , com a funcionalidade 'Use Agora', também estará disponível para a base de usuários do Groupon Brasil. Para se ter uma ideia, a modalidade 'Use Agora', na qual o usuário pode comprar e usar de imediato o voucher, corresponde a 90% das ofertas de restaurantes de toda plataforma Peixe Urbano", complementa Alex Tabor, cofundador e CEO do Peixe Urbano.

Fortalecimento de mercado

Com a união das marcas, também será possível observar um fortalecimento do mercado de O2O (online-to-offline) no Brasil. O setor conecta os 100 milhões de internautas brasileiros ao comércio de serviços locais e movimenta mais de R$ 1 trilhão por ano. "O cenário já é positivo e, ainda assim, esperamos superá-lo em pelo menos 20%, não só pela fusão, mas também pela expansão que registramos a partir da estratégia de negócio que adotamos no último ano", projeta Tabor.

Leia também: Black Friday faz comércio eletrônico faturar R$ 2,1 bilhões, diz pesquisa

O processo foi capitaneado pelo fundo de investimento latino-americano Mountain Nazca que, em fevereiro, adquiriu a operação do Groupon América Latina – que compreende os negócios no Chile, Argentina, Peru, México, Colômbia e Brasil – e que agora fará a fusão entre Peixe Urbano e Groupon Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.