Tamanho do texto

Entre as principais queixas dos consumidores estão a demora para conclusão da compra, além da diferença entre o preço anunciado e o cobrado; confira

Brasil Econômico

Faz apenas algumas horas que a Black Friday começou. E mesmo que a data promova ofertas e vantagens na hora de comprar, o consumidor brasileiro  está tendo novamente que enfrentar problemas nos sites de diversas redes de varejo.

Leia também: Procon-SP dá dicas para a Black Friday e lista as empresas mais reclamadas; veja

Black Friday: A lista prévia divulgada pelo Reclame Aqui diz respeito ás queixas feitas entre às 18h do dia 23 de novembro e às 5h30 da manhã desta sexta-feira
Creative Commons/Flickr
Black Friday: A lista prévia divulgada pelo Reclame Aqui diz respeito ás queixas feitas entre às 18h do dia 23 de novembro e às 5h30 da manhã desta sexta-feira

Das 18h da última quinta-feira (23) até às 5h30 desta sexta-feira (24), o “ Reclame Aqui ” computou cerca de 650 queixas e destacou as 10 empresas mais reclamadas neste período da Black Friday . Confira abaixo as principais reclamações dos consumidores e os posicionamentos oficiais dos respectivos varejos:

10º lugar: Natura

Reclamações: 9

Entre as reclamações da franquia de cosméticos estão à indisponibilidade do produto, entregas em endereços errados, além de kits incompletos adquiridos na hora da compra.

Em nota, a Natura afirmou que "incorporou a data em seu calendário de uma maneira única, ao fazer desta data comercial uma oportunidade para nossa rede de relações fortalecer sua atuação social, triplicando os valores destinados à educação com o lucro da venda de produtos Ver para Crer. Nessa grande mobilização, temos superado ano a ano nossas estimativas de vendas, o que pode levar a uma eventual indisponibilidade de alguns produtos. Estamos trabalhando em regime especial para garantir a reposição máxima e célere de estoque e assegurar a qualidade de atendimento que é a marca da Natura".

9º lugar: Americanas Marketplace

Reclamações: 10

Entrega não realizada, produtos com problemas, valor do frete e aumento do preço do produto durante a Black a Friday são algumas das queixas dos consumidores.

A varejista informou que não se pronunciará sobre o assunto.

8º lugar: Extra.com.br

Reclamações: 11

Problemas para aprovação de pagamento, descontos falsos, anúncio de produtos que já não se encontram mais em estoque, dificuldade na inserção de dados fazem parte do leque de reclamações do site.

7º lugar: Casas Bahia – Loja online

Reclamações: 11

Preços enganosos na data, expiração do prazo de entrega, além de móveis entregues incompletos na casa do consumidor.

Em nota oficial, a Casas Bahia (loja online) declarou que as reclamações encontradas são problemas pontuais e de dúvidas de clientes, já em tratativa e solução com os mesmos.  

6º lugar: Submarino

Reclamações: 13

A loja enviou e-mails aos clientes indicando que participaria da data sazonal, mas no dia da promoção os produtos estavam o mesmo preço. Houve um caso em que o cliente pediu aumento do limite do cartão de loja, em seguida, a mesma aprovou a alteração, mas na hora de concluir o pagamento, a compra não pôde ser feita, justamente por falta de limite.

A empresa afirmou que não se pronunciará sobre o assunto.

Leia também: Google admite que rastreia localização de usuário mesmo com GPS desligado

5º lugar: Extra – lojas físicas e delivery

Reclamações: 21

Descontos falsos, cobrança no caixa de um preço mais alto do que o anunciado na prateleira, tempo de espera na fila de mais de uma hora, e fechamento de todos os caixas antes das 22h, deixando apenas o preferencial e o de até 10 volumes abertos foram algumas das queixas postadas no Reclame Aqui.

Sobre o ranking do Reclame Aqui divulgado nesta madrugada, o Extra (lojas físicas) informa que as reclamações encontradas são problemas pontuais e dúvidas de clientes, já em tratativa e solução com os mesmos.

4º lugar: Netshoes

Reclamações: 22

Atraso de entrega, conclusão de compra demorada. No site há o relato de um consumidor que comprou uma bicicleta que chegou com defeito (câmbio torto, pedal barulhento, etc.) em sua casa. Além disso, há clientes que adquiriram o NCard e não estão conseguindo utilizar o cartão.

A Netshoes se posicionou sobre o assunto alegando que a companhia tem reduzido cada vez mais a proporcionalidade de ocorrências em relação ao volume de pedidos. “Para a Black Friday 2017, a companhia aumentou o número de colaboradores, dedicou mais de 16 mil horas de treinamento, redimensionou sua infraestrutura de tecnologia e também implantou 3º turno em suas instalações logísticas, que passaram a operar 24 horas no período de alta demanda”, disse em nota oficial.

3º lugar: Americanas.com – loja online

Reclamações: 24

Entre as queixas dos consumidores está o preço do frete, expiração da demora da entrega, além do descaso no atendimento pelo telefone, em que nenhum atendente está disponível para falar com os clientes.

Em relação às queixas, a Loja Americanas online informou ao Brasil Econômico que não vai se manifestar sobre o ranking do Reclame Aqui.

2º lugar: KaBuM!

Reclamações: 38

Propagando com um preço e na hora de pagar outro valor foi cobrado, retirada de produtos do site que tinham no estoque e demora no pagamento foram apenas algumas das reclamações dos consumidores. Além disso, um dos consumidores postou no Reclame Aqui que a loja não enviou para o seu banco a solicitação de pagamento, ocasionando na não compra do produto.

Em nota, a empresa informou que a Black Friday é a principal data é o principal evento de vendas e que as queixas são mínimas, perto do número de clientes atendidos. "Vendemos aproximadamente 90 mil pedidos nas primeiras 3 horas do evento e entendemos que o número de reclamação está bem baixo. Estamos analisando todos os casos para atender 100% das demandas dos clientes o mais rápido possível. O número de reclamações em relação aos pedidos é baixo (menos de 0,5% do total), e mais de 90% das queixas referem-se ao esgotamento quase imediato de determinadas ofertas, um efeito colateral de uma ação que, como todas as que participam da Black Friday Legal, conta com um estoque promocional limitado". 

1º lugar: Magazine Luiza – loja online

Reclamações: 68

Dificuldades para efetuar pedido na plataforma, produtos não entregues, além de promoções mandadas para o e-mail dos clientes, que não constam mais na plataforma. Em uma das reclamações, o consumidor afirmou que comprou uma cadeira de descanso para bebês, mas o que chegou a sua casa foi um kit grelha.

Em nota oficial,  a loja declarou que todas as reclamações feitas pelos clientes foram resolvidas, e que o volume de queixas é absoluto, ou seja, não correspondem ao percentual total de vendas.

Vale destacar, que o Brasil Econômico se baseou nos dados computados entre às 18h do dia 23 de novembro e às 5h30 desta sexta-feira (24). O  site do Reclame Aqui está atualizando o número de reclamações referentes à Black Friday na página inicial do seu site em tempo real.

Leia também: Confiança do empresário da indústria atinge melhor nível em mais de quatro anos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.