Tamanho do texto

A primeira parcela do dinheiro extra terá uma das duas finalidades para 8,6% dos entrevistados pela entidade; isso significa que o Natal 2017 será melhor

Pesquisa da ACSP identificou o que o consumidor brasileiro pretende fazer ao receber o 13º salário
shutterstock
Pesquisa da ACSP identificou o que o consumidor brasileiro pretende fazer ao receber o 13º salário

Pesquisa promovida pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) identificou que 8,6% dos consumidores brasileiros pretendem gastar a primeira parcela do 13º salário, com presentes a familiares e amigos neste Natal. O índice é menor que o apurado no mesmo período do ano passado, quando foi de 5%.

Leia também: Pagamento do décimo terceiro deve injetar R$ 200 bilhões na economia, diz Dieese

Outros 8,6% informaram que pretendem usar o valor da primeira parcela do 13º salário para viajar, sendo que no ano passado apenas 2,5% afirmaram que usariam o dinheiro extra para tal finalidade.  Na terça-feira (8) o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) informou que o salário adicional neste final de ano vai injetar R$ 200,5 bilhões na economia neste final de ano.

Em nota, o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, essa intenção mencionada pelos respondentes da pesquisa mostra que as vendas de final de ano serão melhores na comparação com 2015 e 2016.  “Tudo leva a crer que teremos um Natal muito bom e o saco do Papai Noel vai estar mais cheio. As vendas não chegarão próximas às de 2014, último Natal que a gente era feliz, mas poderemos recuperar as perdas do ano passado, se o varejo tiver bom desempenho”, disse.

Porém, Burti lembrou que as vendas de Natal vão demorar um bom tempo até atingir o mesmo patamar de 2014, período em que a crise econômica era algo distante no cenário brasileiro. Para ele, essa recuperação só acontecerá em 2020.

Leia também: Pesquisa aponta que 73% dos brasileiros vão às compras neste Natal

Outros dados

O presidente da ACSP afirmou ainda que os televisores podem ganhar destaques nas vendas de Natal este ano, em função do padrão analógico e da proximidade da Copa do Mundo , que será na Rússia, no ano que vem.

Apesar do aumento na vontade de consumir, a pesquisa identificou que dois terços dos brasileiros ainda vão usar o dinheiro do 13º para pagar dívidas ou poupar,  42,9% e 22,9%, respectivamente. A ACSP informou que esses índices estão no mesmo nível na comparação com o ano passado.

Na pesquisa da ACSP sobre o uso do 13º salário identificou ainda que os consumidores brasileiros indecisos sobre como empregar o valor do benefício caiu de 22,5% para 17,1%, dado esse que reforça a tendência de aumento do consumo até o final deste ano.  

Leia também: M.Officer é condenada por trabalho escravo e pode ter atuação suspensa em SP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.