Brasil Econômico

Pesquisa aponta que 15% a 20% das pessoas conseguem efetivação nos empregos temporários de fim de ano
iStock
Pesquisa aponta que 15% a 20% das pessoas conseguem efetivação nos empregos temporários de fim de ano

O período entre setembro e dezembro é considerado o com a maior sazonalidade empregatícia no Brasil e no mundo. Dando início a famosa época de contratações de fim de ano, que tem como intuito complementar e triplicar os turnos de indústrias, serviços e comércios, há uma intensa movimentação na economia, o que contribui para diferentes oportunidades de emprego , sejam elas temporárias ou fixas.

Leia também: Mercado de trabalho mundial: 15% dos cargos de chefia são ocupados por mulheres

Apesar de nos últimos anos esse ter sido um período mais fraco em relação aos empregos de fim de ano , estima-se que em 2017,  aproximadamente 374,8 mil contratações em regime temporário sejam firmadas. De acordo com a Associação Brasileira de Trabalho Temporário (Asserttem), esse número é 5,5% maior em comparação ao ano passado.

Com o desemprego ainda em níveis elevados, a conquista de uma vaga de trabalho pode se tornar ainda mais complicada. A fim de ajudar o trabalhador, veja sete dicas listadas pela gerente da NVH Talentos Humanos, Fernanda Andrade, que o ajudará a se preparar e a se alinhar com as expectativas do mercado:

1- Acompanhe o calendário

O trabalhador deve estar atento ao calendário de contratações. Outubro, novembro e dezembro, por exemplo, começam as buscas do varejo por novos funcionários. Entretanto, para a indústria, que costuma contratar a partir de setembro, a procura se deu início já no final de julho. Outubro é o mês em que as lojas maiores começam a contratar, enquanto novembro representa o mesmo para as lojas menores.

Por isso, tomar nota sobre as datas é importante, pois além de mais tempo para se preparar para o emprego, o trabalhador pode captar mais chances de mostrar serviço e ser contratado como funcionário fixo. Segundo o levantamento da Asserttem, cerca de 15% a 20% das pessoas conseguem efetivação neste período.

2- Se atente ao contrato

Mesmo com as mudanças da lei, o trabalhador temporário conta com os mesmos direitos do funcionário efetivo, como férias, hora extra e descanso semanal remunerado. Saiba diferenciar trabalho temporário de bico e se atente ao contrato. Em janeiro, as oportunidades temporárias tendem a se tornar efetivas, porém procure assegurar os seus direitos também no período de trabalho temporário.

Você viu?

3- Desenvolva um bom currículo

Tenha em mente que um currículo bem feito é a porta de entrada para conquistar a tão sonhada vaga de trabalho. Procure ser assertivo e direto, além de citar suas últimas três experiências profissionais e cursos relacionados a oportunidade. Lembre-se de que deixá-lo personalizado para a vaga é um diferencial.

Leia também: Conheça o conceito de Mindfulnes e resolva um problema por vez

4- Foque nas agências

Nesse período, as agências especializadas em trabalho temporário costumam ser úteis. Uma dica dada por Fernanda é acessar o site do Ministério do Trabalho para verificar o registro da agência, assegurando assim, se ela está de acordo com a lei.

5- O fator humano

Na hora da contratação, o relacionamento interpessoal do trabalhador é um fator importante para a empresa. Para essas vagas, requisitos como segundo grau completo, faixa etária entre 18 e 45 anos, simpatia, boa comunicação, trabalho em equipe e indicações se tornam necessários.

Desenvolver essas habilidades para se destacar nas entrevistas é uma estratégia viável. Pelo fator rígido desses processos seletivos, é essencial estar bem informado e mostrar dedicação em fazer uma boa venda, por exemplo.

6- Cuidado com as redes sociais

Departamentos de RH não atuam somente em casos de vagas efetivas. Eles costumam analisar também as redes sociais de potenciais funcionários temporários, e por isso é fundamental ter um perfil que não agrida pessoas e as marcas. Determinada loja não contratará alguém que a difamou na internet ou fez um comentário preconceituoso ou de ódio.

7- Preste atenção nos detalhes

Sempre que passar pelos grandiosos shoppings ou por estabelecimentos comerciais simples, de bairro, preste atenção se há anúncios de vagas nas portas. Esse período de fim de ano costuma ser fértil e estar atento aos detalhes pode ajudar a expandir a percepção de locais para o envio de currículos.

Leia também: Entrevista de emprego: pesquisa aponta as 10 perguntas feitas por recrutadores

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários