Tamanho do texto

Profissionais do varejo precisam ficar atento às tendências e exigências do mercado para treinar suas equipes e conseguir melhorar os resultados

Brasil Econômico

É importante que vendedores sejam multicanal e que lojas do varejo priorizem a experiência do consumidor
shutterstock
É importante que vendedores sejam multicanal e que lojas do varejo priorizem a experiência do consumidor

Por estar se reinventando cada vez mais, o varejo tem exigido que as empresas repensem seus processos internos, o que inclui o preparo do time para receber essas novidades. Essa questão é essencial para o sucesso.

Leia também: Precisa fazer uma entrega? Conheça site que faz serviço de forma colaborativa

Segundo Claudio Correra, fundador da consultoria especializada em inovação em treinamentos MPP Marketing, outro desafio atual é o turnover alto, que torna necessário aos funcionários reter informações valiosas em um curto período de tempo – e as metodologias convencionais já não dão conta disso. Ele aponta algumas tendências do varejo . Confira:

1) Vendedores multicanal

Atualmente, o consumidor é multicanal. Isso quer dizer que os limites entre o comércio físico e o virtual estão se dissipando cada vez mais. A tendência é que as lojas se tornem espaços que priorizam a experiência. Dessa forma, gerentes e funcionários também precisam atuar de forma multicanal. “Hoje, por exemplo, o cliente pesquisa online e chega na loja já sabendo o que deseja comprar. Ele não quer saber de funcionário empurrando outro tipo de produto. É necessário que a equipe seja moldada para encarar situações como essas”, afirma Correra. 

Leia também: Confira quatro conceitos que a Apple pode aprender com as startups

2) Tecnologias de inovação

Palestras longas com apresentações de slides não funcionam mais. A nova geração de profissionais tem que dividir a atenção com diversos estímulos, por isso treinamentos que passam a mensagem de forma concisa e focam em atividades práticas tendem a ser mais eficientes.

“A retenção de conhecimento vem muito do visual. É necessário investir em recursos que estimulem esse sentido”, diz o especialista. Técnicas como a gamificação e a flipped classroom, por exemplo, ensinam de forma lúdica e divertida e participam mais o aluno. O design thinking e a aplicação de tecnologias como a realidade virtual também dinamizam e geram uma visão mais sistêmica da operação da empresa.

Leia também: Confira quatro conceitos que a Apple pode aprender com as startups

3) Customização

Dentro de uma empresa de varejo, cada setor e cada filial deveriam receber um treinamento específico, conforme suas demandas – o que, em sua maioria, não acontece atualmente. “É essencial ir a campo, identificar em que loja o gerente faz um bom trabalho e em qual não faz, por exemplo, porque ele vai passar o conhecimento para a equipe. Isso é essencial para ter uma referência e depois aplicar a metodologia mais adequada caso a caso”, finaliza Correra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas