Tamanho do texto

Foram leiloadas quatro usinas hidrelétricas na manhã desta quarta-feira (27) na Bolsa de Valores de São Paulo; o ágio do leilão foi de 9,73%; entenda

Brasil Econômico

Aneel faz hoje leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig; a usina de São Simão (GO/MG) está na lista
Divulgação/Cemig
Aneel faz hoje leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig; a usina de São Simão (GO/MG) está na lista


O leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig ocorrido na manhã desta quarta-feira (27) rendeu ao governo valor maior que o previsto em primeiro momento. A estimativa era de ganho na ordem de R$ 11 bilhões, porém foi arrecadado R$ 12,1 bilhões.

Leia também: Petrobras anuncia aumento de 7,9% no gás de uso industrial e comercial

O pregão, ocorrido na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, obteve resultado (ágio) 9,73% acima do esperado e o presidente, Michel Temer, usou o Twitter para comemorar o sucesso da concessão. “Nós resgatamos definitivamente a confiança do mundo no Brasil. Leilão das usinas da Cemig rendeu R$ 12,13 bilhões, acima da expectativa do mercado”, disse na rede social.

Lotes

O primeiro lote do pregão foi à hidrelétrica de São Simão, que opera em Goiás e Minas. Ela foi arrematada pelo único grupo que mostrou interesse pela operação, o grupo chinês Spic Pacif Energy PTY, pelo valor de R$ 7,18 bilhões, ágio de 6,51%.

Leia também: Saiba como aumentar o networking em escritórios compartilhados

Mais disputado do que o primeiro lote, o que ofereceu à hidrelétrica Jaguara, em Minas Gerais e São Paulo, foi arrematado pelo Consórcio Engie Brasil Minas Geração, por R$ 2,17 bilhões, ágio de 13,59%. O mesmo consócio ficou com o terceiro lote, que contemplava a operação da hidrelétrica de Miranda, Minas Gerais, por R$ 1,36 bilhão, ágio de 22,42%.

A Enel Brasil S.A. arrematou por R$ 1,4 bilhão, ágio de  9,84%, o quarto lote que contemplava a usina de Volta Grande, em Minas Gerais e São Paulo. Todos os contratos que serão assinados têm prazo de 30 anos em vigor.

A concessão só foi realizada neste ano e após muita disputa entre a Cemig e o governo para que o mesmo consiga fechar as contas deste ano dentro do deficit previsto de R$ 159 bilhões. Esse montante foi revisto recentemente, sendo que anteriormente ele era de R$ 139 bilhões. Os vencedores ofertaram o maior valor de notificação pela outorga, respeitado o valor mínimo para cada usina.

Protestos

Assim como esperado, um grupo de manifestantes protestou contra o pregão ocorrido nesta quarta-feira (27).    Contrários ao leilão das usinas, que pertenciam a administração da Cemig , eles empunhavam cartazes contrários a entrega do patrimônio brasileiro aos investidores estrangeiros, além de questionar os efeitos do leilão, que pode gerar aumento na conta de luz a milhares de brasileiros.

*Com informações da Agência Brasil 

Leia também: Brasil deve praticar maior abertura de mercado, defende Blairo Maggi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas