Brasil Econômico

Ootimismo de empresários da indústria retomou níveis de março de 2013, antes do início da crise econômica brasileira. Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (22) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) chegou a 55,7 pontos em setembro. O resultado indica um crescimento de 3,1 pontos na comparação com agosto.

Leia também: Confiança do consumidor cresce no mês de setembro, atingindo 82,3 pontos

O indicador de confiança da indústria também é superior à média histórica de 54 pontos. O levantamento da CNI varia de zero a cem pontos. Quando o resultado fica acima de 50 pontos, indica que os empresários estão mais confiantes. De acordo com o levantamento, a confiança é maior nas grandes indústria, segmento que registrou 57,4 pontos. Nas médias empresas, o indicador ficou em 54,7 pontos e, nas pequenas, em 53,4 pontos.

Segundo a CNI, confiança é fundamental para empresários da indústria voltarem a investir nos próximos meses
shutterstock
Segundo a CNI, confiança é fundamental para empresários da indústria voltarem a investir nos próximos meses

Leia também: Veja cinco dicas que te ajudarão a economizar com o combustível

"Tão importante quanto o aumento registrado no mês, é a manutenção da trajetória ascendente, de forma a garantir que o grau de confiança dos empresários seja suficientemente alto para reativar o investimento no setor industrial", diz a CNI, em comunicado. "Sem investimento, a economia brasileira não estará preparada para voltar a crescer em ritmo mais elevado nos próximos anos".

Você viu?

O índice de confiança em relação às condições atuais cresceu 4 pontos em relação a agosto, registrando 50,5 pontos. Segundo a CNI, esta é a primeira vez que o índice fica acima da linha divisória dos 50 pontos desde novembro de 2012. A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 15 de setembro com 1.165 empresas de pequeno porte, 1.142 de médio porte e 659 de grande porte em todo o país.

Cautela em outro levantamento

Desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), o Índice de Confiança da Indústria apresentou relativa estabilidade na prévia de setembro. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, houve crescimento de 0,1 em relação a agosto. O indicador atingiu 92,3 pontos em uma escala de 0 a 200 pontos e retornou ao nível de maio, após queda registrada em junho.

Leia também: Brasil registra 35 mil novos postos de trabalho em agosto, diz Caged

A percepção em relação ao cenário atual, medida pelo Índice da Situação Atual, teve queda de 0,4 ponto e chegou a 89,6 pontos. Já o Índice de Expectativas, que mede a opinião do empresariado em relação aos próximos meses, cresceu 07 ponto e chegou a 95,1 pontos. O levantamento consultou 783 empresas entre os dias 4 e 19 de setembro. O resultado consolidado será divulgado na próxima sexta-feira (29).

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários