Tamanho do texto

Ao longo desse período favorável iniciado em 11 de setembro, a bolsa paulista ultrapassou a marca histórica seis vezes, durante duas semanas

Brasil Econômico

Bovespa opera em baixa, após ultrapassar a marca dos 76 mil pontos
iStock
Bovespa opera em baixa, após ultrapassar a marca dos 76 mil pontos

Nesta quinta-feira (21), o Índice da Bovespa ( Ibovespa ) opera oscilante, após atingir mais uma marca histórica, ao ultrapassar os 76 mil pontos. Por volta das 11h30, o Ibovespa caía 0,49%, aos 75.632 pontos. As ações ordinárias (ON) da Vale estavam entre as mais negociadas, porém com queda de 2,53%, assim como as ações preferenciais (PN) da Petrobras, com recuo de 0,38%.

Leia também: Banco Central eleva projeção de crescimento da economia para 0,7%

Já entre as altas que equilibravam o Índice da Bovespa , o fazendo se aproximar do seu recorde, estavam as ações preferenciais de nível 1 (PN N1) do Itaú Unibanco  e o Bradesco PN, com altas de respectivamente, 0,53% e 0,36%.

Impactos

Ao longo desse período favorável iniciado em 11 de setembro, a bolsa paulista ultrapassou a marca histórica seis vezes, durante duas semanas consecutivas, o que pode ter influência direta de informações acerca de uma melhora gradual na economia e de uma redução na inflação do País, juntamente da queda nos juros.

Nesta quinta-feira (21), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a prévia da inflação oficial do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), que ficou em 0,11% em setembro. O resultado, 0,24 p.p inferior ao 0,35% registrado em agosto, é a menor taxa para um mês de setembro desde 2006, quando atingiu 0,05%. Além de ter apresentado os menores acumulados no ano e nos últimos 12 meses desde 1998, com 1,63% e 2,45%, respectivamente.

Leia também: IBGE: prévia da inflação é de 0,11% em setembro, com menor acumulado desde 1998

Ascendência

Como já mencionado, a B3 passou a bater recordes a partir do décimo primeiro dia deste mês de setembro, ao encerrar a cotação em 74.319 pontos. No dia 12, houve outra marca histórica, ao crescer 0,3%, aos 74.538 pontos. A tendência de altas permaneceu no dia seguinte, ao alcançar 74.787 pontos no dia 13 e 75.756 na sexta-feira (15).  

Já nessa semana, o ritmo ascendente foi percebido com mais intensidade, com 75.990 pontos registrados na segunda-feira (18) e 75.974 na terça-feira (19). Na quarta-feira (20), houve outra máxima, fechando o pregão com crescimento de 0,4%, aos 76.004 pontos. No ano, o índice da bolsa paulista tem valorização acumulada em 26,2%.

Outro recorde obtido nessa semana foi em relação ao minicontrato futuro de Índice Bovespa (WIN), negociado no segmento BM&F, com a marca de 1.807.496 minicontratos, segundo informações da B3.  O recorde anterior foi quebrado em 13 de setembro, com 1.781.332 minicontratos.

Leia também: Com menor efetividade na economia, horário de verão pode ser extinto

    Leia tudo sobre: Bovespa

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.