Tamanho do texto

No primeiro semestre deste ano, a carteira com as instituições mais negociadas na bolsa paulista teve valorização de 18,8%; veja como investir

Brasil Econômico

Bovespa é uma das opções preferidas dos brasileiros, com 0,4%
iStock
Bovespa é uma das opções preferidas dos brasileiros, com 0,4%

Cada vez mais as pessoas têm percebido que aplicar seu dinheiro em bons investimentos, como a Bovespa, pode trazer resultados positivos, fato esse que contribui para uma vida financeira mais estável . De acordo com uma pesquisa elaborada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aproximadamente 70% dos brasileiros injetam dinheiro na poupança, sendo que 56,1% procuram evitar riscos e perdas.

Leia também: Banco Central: economistas aumentam projeção do PIB para 0,60% este ano

Apesar de ser a opção preferida dos brasileiros, a rentabilidade da Poupança é baixa, o que faz com que ofereça um retorno menor em relação a outros investimentos de Renda Fixa, por exemplo. Ainda segundo a pesquisa do SPC Brasil, o investimento em imóveis e a Previdência Privada aparecem em seguida, com respectivamente 28,80% e 8,9% da preferência entre os brasileiros. O Fundo de Investimentos, com 5,9%, o dólar, com 5,5%, CDB, com 1,8% e a Bovespa , com 0,4% também fazem parte das opções escolhidas pelos investidores brasileiros.

Já a justificativa daqueles que não possuem algum tipo de poupança ou investimento é a falta de recursos, com 61,9%. Cerca de 20,7% não acreditam que será possível economizar um valor significativo no longo prazo e 9,9% relatam não ter disciplina para a economia.

Investimento viável

Mesmo com o baixo percentual de pessoas que investem na Bolsa de Valores no Brasil, o especialista em educação financeira e cofundador do Grupo The One, Uesley Lima. a evidencia como uma boa opção de investimento.

Leia também: Entenda como a valorização do bitcoin pode ameaçar o lucro do bancos

De acordo com Lima, a Bolsa de Valores é uma forma de investimento animadora para os próximos meses. As reformas estruturais da economia impactam positivamente o otimismo dos consumidores que compram mais. Desse modo, os empresários também se mostram empenhados para a captação de negócios.

As projeções de lucros apresentam crescimento conforme a indústria recebe investimentos, e as ações passam a se valorar por conta da demanda dos gestores.  Uma vez que os dividendos e lucros gerados pelas empresas se tornam mais atraentes, os juros mais baixos passam a favorecer as ações.

Vale mencionar que ao longo do primeiro semestre deste ano, o Índice da Bovespa (Ibovespa) e a carteira com as instituições mais negociadas na bolsa paulista tiveram valorização de 18,8%. Assim, aponta para um movimento crescente nas ações, que devem permanecer subindo.

Leia também: Companhia aérea é condenada por uso de detector de mentiras em processo seletivo

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas