Tamanho do texto

Após a Medida Provisória, os bancos se preparam para receber solicitações que totalizam, pelo menos, um volume financeiro de R$ 2,6 bilhões ao mês

Estimativa divulgada nesta quarta-feira (30) pelo Ministério do Planejamento aponta que o saque do PIS/Pasep para idosos, autorizado por meio de medida provisória,  elevará em 26% o volume mensal de saques nos bancos que administram o fundo.

Leia também: Deficit primário de julho tem pior resultado em 21 anos, diz Tesouro Nacional

Estimativa do Ministério do Planejamento é que R$ 2,6 bilhões sejam sacados ao mês com medida provisória do PIS/Pasep
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Estimativa do Ministério do Planejamento é que R$ 2,6 bilhões sejam sacados ao mês com medida provisória do PIS/Pasep


Dados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal apontam que no último exercício financeiro do PIS/Pasep   – Julho de 2016  a Junho de 2017, a média mensal de saques foi de R$ 104 milhões. Após a Medida Provisória, os bancos se preparam para receber solicitações que totalizam, pelo menos, um volume financeiro de R$ 2,6 bilhões ao mês.

O Ministério do Planejamento informou que, em número de atendimentos nas duas instituições, a expectativa é de 1,3 milhão de beneficiários, quantidade essa maior que a média de 56 mil atendimentos mensal realizados até junho do ano passado.  

O Ministério explicou que o calendário com das datas para o saque do abono salarial deve ser divulgado até o dia 15 de setembro, sendo que a parcela da população mais idosa terá prioridade no atendimento para o resgate do valor. “A formulação do calendário de atendimento está sendo feita para que os recursos sejam disponibilizados o mais rápido possível, porém de forma organizada para evitar transtornos aos beneficiados”, informou em nota.

Leia também: Petrobras diz acreditar em venda da Liquigás mesmo após reprovação no Cade

Regras

Destaca-se que os saques por falecimento, invalidez e doenças continuam sendo feitos imediatamente conforme os critérios vigentes, ou seja, independentemente do calendário. Com a medida provisória, algumas regras foram mudadas, conforme informações abaixo:

• Redução da idade para o saque;
• Consulta eletrônica sobre existência de saldo, por meio de telefone ou internet, evitando visitas às agências;
• Depósito direto na conta do beneficiário ou crédito direto na folha de pagamentos;
• Transferência para outros bancos sem custo;
• Atendimento de maneira planejada e organizada, democratizando o acesso às informações e evitando transtornos. 

Para tornar a consulta do PIS/Pasep mais simples, tanto o Banco do Brasil quanto a Caixa Econômica Federal disponibilizaram canais online aos beneficiários, sendo eles:  www.bb.com.br/pasep  e  www.caixa.gov.br/cotaspis .

Leia também: Reforma Trabalhista: O que acontece agora após a demissão?