Tamanho do texto

“A IA em tempo real está se tornado cada vez mais importante à medida que as infraestruturas da nuvem processam fluxos de dados ao vivo", confira

Brasil Econômico

No simpósio 2017 Hot Chips, a Microsoft lançou um novo hardware capaz de impulsionar programas de inteligência artificial (IA). Com o Brainwave , a Microsoft acredita que vai impulsionar a forma como os sistemas de aprendizagem de máquinas funcionam.

Leia também: Política da Renda Básica Universal conquista mais um do Vale do Silício; veja

É possível o hardware programável da Microsoft funcionar em conjunto com os chips dedicados ao aprendizado de máquinas
shutterstock
É possível o hardware programável da Microsoft funcionar em conjunto com os chips dedicados ao aprendizado de máquinas

“Nós projetamos o sistema para Inteligência Artificial (IA) em tempo real, o que significa que o sistema processa pedidos tão rápido quanto recebe, com latência ultra baixa”, explica a Microsoft . “A IA em tempo real está se tornado cada vez mais importante à medida que as infraestruturas da nuvem processam fluxos de dados ao vivo, sejam consultas de pesquisas, vídeos, fluxos de sensores ou interação com outros usuários”.

O modelo é maior em relação aos outros hardwares dedicados a IA.  Isso se deve ao modelo de Unidades Recorrentes Fechadas com uma velocidade de 39,5 teraflops no novo chip da matriz de portas programáveis de campo Stratix 10 da Intel. Mais, o modelo não usa as chamadas operações de lote, o que significa que ele fornece informações em tempo real para os sistemas de aprendizado de máquinas ao lidar com os pedidos conforme eles entram.

“Nós chamamos isso de IA em tempo real porque a ideia aqui é você enviar a pergunta, e receber a resposta instantaneamente”, disse o engenheiro de pesquisa da Microsoft, Doug Burger. “Independentemente se for um vídeo, uma conversa, ou se está procurando intrusos, detecção de anomalia, todas as coisas em que você se preocupa com resultados rápidos, você quer em tempo real”.

Leia também: Conheça a tecnologia que pode trazer a imortalidade aos humanos até 2045

Suporte rápido de Inteligência Artificial

Brainwave permite modelos de aprendizagem profunda na nuvem para ser executado de forma perfeita em toda a infraestrutura FPGA maciça que a Microsoft instalou em seus centros de informações nos últimos anos. De acordo com Burger, isso significa que as futuras implicações da IA recebam maior suporte dos serviços da Microsoft. Ao rodar em uma série de FPGAs, modelos de aprendizado de máquina que podem ser muito grandes para apenas um chip FPGA receber suporte simultâneo de várias placas de hardware.

Além de mais rapidez na performance e maior flexibilidade que outra CPU ou GPU, Brainwave também incorpora um software projetado para apoiar uma série de frameworks populares de aprendizagem profunda. Então, como Burger disse, é possível o hardware programável da Microsoft funcionar em conjunto com os chips dedicados ao aprendizado de máquinas – como a tecnologia do Google. De fato, ele acredita que é possível ter um aumento de desempenho no futuro de 39.5 teraflops para 90 teraflops, melhorando ainda mais as operações com o Stratix 10.

À medida que os modelos e algoritmos de aprendizagem de máquinas aumentam as aplicações, o tempo de espera do usuário para os aplicativos responderem é reduzido. A Microsoft ainda não disponibilizou a tecnologia para o mercado, e nenhuma previsão foi feita sobre o assunto. Mas eles estão trabalhando para torná-lo acessível a clientes terceirizados por meio da plataforma da nuvem Azure da Microsoft.

Leia também: Probióticos podem reduzir chances de bebês contraírem Sepse

*Com tradução de futurism.com

    Leia tudo sobre: inovação