Tamanho do texto

Abertura de capital será feita por meio da oferta pública secundária de ações; um mínimo de 25% das ações deve ser mantido em circulação

Com aprovação da Petrobras, BR Distribuidora será obrigada a disponibilizar relatórios financeiros anuais
shutterstock
Com aprovação da Petrobras, BR Distribuidora será obrigada a disponibilizar relatórios financeiros anuais

A abertura de capital da BR Distribuidora foi aprovada nesta terça-feira (11) pelo Conselho de Administração da Petrobras. A medida será aplicada por meio da oferta pública secundária de ações ao mercado.

Leia também: Exportações de carne suína e de frango têm queda, mas receitas aumentam

A Petrobras , em fato relevante que foi encaminhado à Comissão de Valores Imobiliários (CVM) para comunicação ao mercado, informou que, no processo de abertura de seu capital, a BR Distribuidora “pretende aderir ao segmento especial do mercado de ações da B3”, a antiga BM&F Bovespa, chamado Novo Mercado. Dessa forma, a ideia é ficar "em linha com as melhores práticas de governança corporativa".

De acordo com as regras do Novo Mercado, o capital da empresa deve ser composto exclusivamente por ações ordinárias com direito a voto e deve manter, no mínimo, 25% das ações em circulação. Com a oferta de ações, a BR Distribuidora também será obrigada a disponibilizar relatórios financeiros anuais em um padrão internacionalmente aceito e fazer uma  divulgação mensal das negociações com valores mobiliários da empresa pelos diretores, executivos e acionistas controladores.

Leia também: Metade dos trabalhadores consideram reforma trabalhista ruim ou péssima

Ainda segundo informações divulgadas pela estatal, todos os atos necessários para a oferta estarão sujeitos à aprovação dos seus órgãos internos e da BR Distribuidora, bem como à análise e à aprovação dos respectivos entes reguladores, nos termos da legislação aplicável.

“A presente comunicação não deve ser considerada como anúncio de oferta e a realização da mesma dependerá de condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional. Fatos julgados relevantes sobre este tema serão tempestivamente comunicados ao mercado”, informou a estatal.

Política de preços

Além do anúncio da abertura de capital da BR Distribuidora, a estatal também colocou a prática, nesta terça-feira, a redução de 2% no preço da gasolina em suas refinarias. O diesel também foi reduzido em 1,7%.

Leia também: Vigilante receberá indenização por trabalhar em local sem condições de higiene

As alterações fazem parte da nova política de preços da empresa para estes produtos, anunciada no final de junho. Com isso, a área técnica de marketing e comercialização da Petrobras passou a ter competência para fazer ajustes nos preços, a qualquer momento, desde que os reajustes acumulados por produto estejam dentro de uma faixa determinada de -7% a 7%, respeitando a margem estabelecida pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEM).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.