Tamanho do texto

Exigências: Projeto desenvolvido com protótipo, mínimo de seis meses de CNPJ, receita bruta de até R$ 3,6 milhões e tecnologia inovadora; confira

Brasil Econômico

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) investirá em 50 startups selecionadas, sendo que cada uma poderá receber até R$ 1 milhão em recursos. Objetivo da entidade é alavancar negócios e gerar lucro para o País.

Leia também: Aplicativo permite monitoramento de satisfação dos clientes, veja

Finep investirá em startups que têm relação com temas como startups estejam relacionadas a temas como educação, cidades sustentáveis, jogos eletrônicos e energia
iStock
Finep investirá em startups que têm relação com temas como startups estejam relacionadas a temas como educação, cidades sustentáveis, jogos eletrônicos e energia

Na avaliação do presidente da Finep , Marcos Cintra Cavalcanti, a iniciativa da instituição é de grande importância, uma vez que concede um apoio superior ao que normalmente é dado às startups, com valores de R$ 50 mil, R$ 100 mil e R$ 200 mil, respectivamento. Além disso, o presidente projeta crescimento do projeto para R$ 500 milhões.

“O projeto atende a uma carência do mercado. Empresas que estão nesta fase de vida, que se chama vale da morte, em que já desenvolveu a base científica do seu projeto, mas tem dificuldade de chegar ao mercado e acabam morrendo. Este projeto é bem recebido porque atende empresas justamente nessa fase”, anunciou.

Leia também: Fintechs: especialista dá dicas aos investidores-anjo que estão de olho no setor

Como participar?

As exigências para conseguir o financiamento da Finep são: projeto desenvolvido, com protótipo, mínimo de seis meses de Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), receita bruta de até R$ 3,6 milhões e tecnologia inovadora.

Além disso, também é necessário que as startups estejam relacionadas a temas como educação, cidades sustentáveis, jogos eletrônicos, energia, biotecnologia, química, tecnologias submarinas para petróleo ou manufatura avançada.

Os interessados podem se inscrever até o dia 7 de agosto por meio deste link . Na primeira rodada, 25 startups serão selecionadas, e terão suas ações compradas, o que transforma a Finep em uma potencial acionista da empresa. Desta forma, a Financiadora poderá se tornar uma sócia em um prazo total de até três anos, que poderá ser prorrogado por mais dois anos.

Vale ressaltar que para que as startups não fiquem dependentes de recursos públicos, a iniciativa da Finep vai priorizar empresas aportadas por investidores-anjo, os quais receberão parte do retorno em excesso da própria Financiadora, para ampliar o engajamento do investidor privado.

* Com informações da Agência Brasil

Leia também: Netlfix: veja cinco documentários e filmes que ativarão o seu lado empreendedor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas