Tamanho do texto

Segundo centro de saúde do estado da Flórida, consumidores só perceberam a presença do animal após ingerir o alimento; empresa ofereceu reembolso

Brasil Econômico

Os consumidores do estado da Flórida, nos Estados Unidos, tiveram uma supresa nada agradável após comprarem uma salada em uma unidade do supermercado Walmart e encontrarem um morcego morto. De acordo com o "USA Today", o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos afirmou que duas pessoas estavam comendo o alimento antes de notar a presença do animal em "condições deterioradas".

Leia também: Vendedor receberá indenização após ser ofendido por conta de orientação sexual

Encontrado na embalagem de uma salada orgânica da Fresh Express, o morcego logo foi encaminhado para uma análise com o objetivo de checar a possibilidade de existir vestígios do vírus da raiva. Ao mesmo tempo, a empresa realizou um recall do lote de saladas da mesma linha que foram enviadas para unidades do supermercado na mesma região dos EUA. Em nota, a companhia afirmou que trabalhou com funcionários da rede de supermercados para remover, rapidamente, os produtos das prateleiras. 

Salada orgânica em que o morcego se encontrava foi produzido pela Fresh Express; empresa realizou recall do produto
Reprodução
Salada orgânica em que o morcego se encontrava foi produzido pela Fresh Express; empresa realizou recall do produto

Leia também: Mercedes-Benz faz recall para inspeção de veículos com defeitos no software

A empresa ofereceu um reembolso para cada cliente que possa ter comprado uma das saladas do lote e esclareceu que o problema afetou somente uma linha de seus produtos. "A Fresh Express leva a sério a segurança alimentar e está de acordo com todas as regulações de segurança, inclusive a de Boas Práticas Agrícolas", disse, em nota, a companhia sobre uma regulamentação para o mercado norte-americano.

No comunicado, a empresa também recomenda o consumidor que comprou uma salada do lote em questão a descartá-la o mais rápido possível. Segundo o CDC, as pessoas que já comeram o alimento e notaram algo estranho devem visitar, imediatamente, uma unidade de saúde. Por outro lado, os que comeram algum item e não encontram nenhum vestígio animal não estão em risco e não precisam visitar um hospital.

Leia também: Maioria das MPEs não deseja tomar empréstimos, diz pesquisa

Após o ocorrido, o CDC trabalhou com o Departamento de Saúde do estado da Flórida para determinar se as pessoas que comeram a salada com o morcego tinham algum risco de saúde. Os testes do órgão foram voltados, especialmente, para checar o risco dos consumidores contraírem raiva, mas os dois não apresentaram nenhum problema grave. "Ambos se mostraram estar em boa estado de saúde e nenhum teve qualquer sinal de raiva", disse, em nota, o CDC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.