Tamanho do texto

Especialista da Page Talent explica como os universitários devem agir para iniciar a carreira de forma sensata e sem arrependimentos após a decisão

Carreira x Universidade; especialista dá dicas para os jovens que estão começando
shutterstock
Carreira x Universidade; especialista dá dicas para os jovens que estão começando


Conciliar os estudos com o inicio da carreira nem sempre é uma tarefa fácil ao jovem estudante. Mesmo sendo um momento de decisão e de desenvolvimento profissional, muitos costumam ter dificuldades para dar conta de toda a demanda da universidade e ao emprego na área de interesse.

 Leia também: Carreira: especialista dá três dicas para preparar a recolocação no mercado

“A universidade também deve ser compreendida enquanto laboratório de ideias e experiências saudáveis para a carreira , obviamente, sem que isso comprometa o ambiente de estudos e as oportunidades de convivência únicas deste período”, explicou a gerente executiva da Page Talent – unidade de negócios da Page Personnel –, Manoela Costa.

Para tentar tornar essa jornada mais simples e até descontraída ao universitário, Manoela listou cinco dicas; veja quais são:

1- Comece cedo

O primeiro ano de faculdade é cercado de novos amigos e muita diversão. Porém, enquanto muitos acham que é o momento de decisão total aos estudos e a vida social, para Manoela, é hora de concentrar-se na escolha profissional . “É ótimo aproveitar o clima de recém-chegado à faculdade, mas os barzinhos não precisam ser as únicas atividades fora das aulas. Quanto mais cedo o jovem pensar sobre a sua escolha profissional, menor será a preocupação no emblemático terceiro ano universitário, que é justamente o período quando todos começam a vasculhar oportunidades dentro do campo que estão estudando”.

A especialista enfatizou que o foco do universitário não deve ser apenas encontrar um estágio, ele pode ser monitor em uma das aulas de seu interesse e se mostrar interessado e ajudar o professor daquela matéria em que ele tem maior afinidade. “Outro ponto, se colocar à disposição dos professores em projetos de pesquisa e atividades de estudos, e até mesmo trabalhar de forma voluntária na biblioteca, nos laboratórios, empresas juniores, atléticas e outras entidades das faculdades. Todas essas iniciativas atribuirão repertório e senso de responsabilidade, fatores que todas as empresas buscam, e que nesta etapa da vida, os jovens têm a chance de desenvolver no próprio ambiente de estudos”, disse ela.

2 - Leve a sério os trabalhos em grupo

Dedicar-se a fazer os trabalhos em grupo e não ter aquele pensamento de fazer uma parte e juntar com os demais integrantes deve estar entre os propósitos dos estudantes universitários. Segundo a porta-voz da Page Talent, trabalhos em grupo são importantes para a criação da consciência de se trabalhar em equipe, em conjunto. Isso é de extrema importância no mundo corporativo.

Leia também: Dor nas costas é doença que mais gera afastamento do trabalho; confira

“Essas experiências são muito importantes, pois representam na prática o que é liderar, delegar funções, montar apresentações, e criar relatórios, tudo muito parecido com a vida real dentro das empresas. Diante de um jovem que se dedicou nos trabalhos em grupo, recrutador saberá a diferença entre uma pessoa que está acostumada a trabalhar em sintonia com as outras e pessoas que não sabem lidar com ideias distintas”, ensina a gerente executiva da Page Talent.

3 - Um passo de cada vez

A pressa de ser bem-sucedido pode ser inimiga da perfeição e da escolha profissional do estudante . “É comum ouvir das empresas que alguns acreditam que vão se formar hoje e virar diretores amanhã. É importante ir com calma, passar até mesmo por mais de um estágio, antes de mergulhar na construção de carreira, porém, antes disso é muito saudável participar da vida universitária de forma intensa em diretórios acadêmicos, monitorias, pesquisa, simulações”, enfatizou a especialista. 

4 - Não faça comparações

O sentimento de comparação, às vezes, é inevitável durante a faculdade. Porém, é necessário saber que cada um tem o seu tempo e comparações só atrapalham nesse período que já é repleto de preocupações. “Cada um tem o seu tempo e sua história para construir. Tem gente que vai fazer um estágio antes de todo mundo, outros vão entrar em atividades esportivas, e ainda tem aqueles que são muito envolvidos com as preocupações da classe. No final das contas o importante é saber que quanto mais o jovem aproveitar a vida na universidade, mais ele estará preparado para a sua vida profissional”, argumentou Manoela Costa.

5 - Aprenda com os outros

Usar o exemplo dos outros pode ser positivo neste período em que a carreira começa a ser foco de atenção, pois é capaz de trazer bons aprendizados aos jovens. “Na vida profissional é preciso ir além dos cursos para desenvolver habilidades, hoje o profissional que é capaz de extrair melhorias para as empresas, e para os negócios, partindo do conhecimento contido nas pessoas à sua volta, é extremamente valorizado. Olhar para o potencial das pessoas é algo comum na vida acadêmica, pois os talentos da sala de aula vão se revelando em diferentes etapas da formação. No mundo corporativo isso também ocorre, e quem souber aprender com outros, estará sempre à frente”, finalizou a especialista.

Leia também: Workaholic: Você é um? Confira as características do distúrbio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.