Tamanho do texto

Não se sinta pressionado a comprar o produto ao ter seu pedido de desconto negado. Nessas ocasiões, agradeça ao lojista e procure outras locais, veja

Brasil Econômico

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas do varejo cresceram cerca de 1% entre os meses de abril e março. Bom, com o consumidor mais disposto a ir às compras, o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira, Reinaldo Domingos, elaborou 10 dicas para pedir descontos.

Leia também: Nome "sujo"? Confira quatro passos para renegociar dívidas com empresas

Valorize pequenos descontos, pesquise e vá às compras com tempo e disposição, isso garantirá bom jogo de cintura na hora das negociações
iStock
Valorize pequenos descontos, pesquise e vá às compras com tempo e disposição, isso garantirá bom jogo de cintura na hora das negociações

O especialista avalia que ao pechinchar e negociar descontos não é para sentir vergonha, uma vez que não há nada de errado com a prática, ela apenas ajuda o consumidor a valorizar mais o seu dinheiro.

1 – Diga o quanto quer pagar

Antes de fechar o serviço ou a compra, esclareça ao negociante que está disposto a pagar apenas um determinado valor – que é menor do que o oferecido. Domingos relembra que o vendedor quer fechar negócio , e que com isso fará um esforço para conseguir o desconto que precisa, ou pelo menos a parte dele.

2 – Negocie independente da forma de pagamento

Primeiramente, pergunte o valor parcelado sem juros. Em seguida, questione o quão mais barato sairia se o pagamento ocorresse à vista. Depois, veja se consegue parcelar o valor final (desde que caiba em seu orçamento). Desta forma, terá todas as informações reunidas e as melhores condições de arcar com a nova dívida.

3 – Pague em dinheiro

Domingos ressalta que com o dinheiro em mãos, o consumidor tem muito mais poder durante a negociação, uma vez que os lojistas são taxados por utilizar as máquinas de cartões. Neste acordo, o desconto deve ser referente a essa taxa.

Leia também: Vendas no varejo voltam a crescer, com avanço de 1% no mês de abril, diz IBGE

4 – Seja educado e cordial

Pode ser estranho aconselhar uma postura assim, mas muitos consumidores são mal educados com os comerciantes que os atendem. Além de ser o certo, tratar uma pessoa educadamente – com um bom relacionamento estabelecido, será muito mais fácil a concessão de descontos por parte do vendedor.

5 – Vá às compras com alegria

Bom humor e descontração podem render um maior jogo de cintura ao consumidor na hora de pedir descontos, assim também é mais fácil ganhar a empatia do vendedor.

6 – Não tenha vergonha

Não se sinta pressionado a comprar o produto ou o serviço ao ter seu pedido de desconto negado. Nessas ocasiões, agradeça educadamente ao lojista e procure outro estabelecimento, sem maiores problemas.

7 – Tenha tempo

Não poupe tempo na hora de ir às compras, a prática deve conter conversas com os vendedores e a disposição em ir para duas ou três lojas, para que o produto desejado seja pesquisado. “É melhor gastar sola de sapato do que o dinheiro que você trabalhou muito para conquistar”, alerta Domingos.

8 – Saiba a hora certa de comprar

Caso queira ir às lojas de departamento ou restaurantes com preços tabelados, lugares mais difíceis de negociar os preços, prefira ir durante os períodos de queima de estoque e promoções.

9 – Pesquise online

O especialista lembra que,  geralmente, os preços online são mais baixos do que nas lojas físicas. Mesmo diante desta realidade não deixa de negociar pessoalmente com o lojista e não se esqueça de levar para ele os preços exibidos na pesquisa online.

10 – Valorize pequenos descontos

Saiba que pequenos descontos podem ser muito relevantes, se você deixou de pagar R$ 100 em um produto para pagar R$ 90, considere uma economia de 10%. Se algo custava R$ 15 e você pagou R$ 10, lembre-se de que houve uma redução de um terço do valor. Valorize essas conquistas.

Leia também: Empreendedorismo feminino: quatro empresárias para ficar de olho no Facebook

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.