Tamanho do texto

Em contrapartida, a comemoração da data romântica está quase 5% mais cara este ano, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas;entenda

Brasil Econômico

Motéis estão 4,78% mais baratos neste Dia dos Namorados
Divulgação/Audace Motel
Motéis estão 4,78% mais baratos neste Dia dos Namorados


O Dia dos Namorados caiu na graça dos brasileiros e muitos não vão economizar com o presente para a pessoa amada. Bares, restaurantes e cinemas são boas opções na data, assim como ter uma noite especial a dois. Pesquisa indicou que o preços das suítes tiveram queda de preço este ano, fator esse que influencia o crescimento do setor. 

Leia também: Dia dos Namorados: consumidores desejam parcelar as compras, diz pesquisa

Expectativa da Associação Brasileira de Motéis (ABMOTÉIS) é que o setor moteleiro tenha incremento de 20% na data e atraia mais de três mil casais para a comemoração do Dia dos Namorados .

Segundo a entidade, para atingir o crescimento de dois dígitos desde o dia 6 de junho, os motéis têm investido em ações diferenciadas para atrair os casais. Este ano, boa parcela dos mais de 5 mil motéis existentes no País apostou em reservas antecipadas e online, evitando que o cliente passe horas na fila de espera.

Outra estratégia foi o parcelamento da hospedagem nos locais, com serviços diferenciados para agradar os apaixonados. “O mercado moteleiro vem se reinventando com novas suítes e fachadas, cardápios e equipamentos, que se tornaram essenciais para que os estabelecimentos se diferenciem em um setor altamente competitivo”, declara o presidente da ABMOTÉIS, Eusébio Ribeirinha.

No Brasil existem aproximadamente 5 mil motéis, que movimentam R$ 3,5 bilhões por ano. A associação afirmou ainda que, as operações que investem em ambientes mais refinados e na melhoria de serviço crescem, em média, 10% ao no País mesmo em anos de crise.

Leia também: Natura faz oferta de 1 bilhão de euros para comprar a The Body Shop

Preços

Por mais que os apaixonados não se preocupem com os gastos, já que a premissa na data é agradar a pessoa amada, pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV (IBRE) da Fundação Getulio Vargas ( FGV ) identificou que a celebração do amor está 4,78% mais cara este ano.

O índice foi puxado pelos serviços, que ficaram bem acima da inflação, em 6,14%. Entre as opções de lazer mais procuradas pelos casais , o teatro foi a que mais registrou alta  de 27,14%, seguida por show  com alta de 12,92% e cinema  com alta de 6,91%). Já a inflação dos Restaurantes foi de 5,73%, enquanto que a dos bares e lanchonetes ficou em 6,73%. Apenas os Hotéis/Motéis ficaram mais baratos, com queda de 4,29%.

Leia também: Funcionário da NET é acusado de assediar adolescente pelo WhatsApp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas