Tamanho do texto

Contratos, gastos adicionais, acesso ao estacionamento e localização ideal: confira 10 cuidados na hora de alugar o ponto para o seu negócio; entenda

Brasil Econômico

Localização pode servir como questão estretégica no desenvolvimento do negócio
iStock
Localização pode servir como questão estretégica no desenvolvimento do negócio

Há várias decisões importantes a serem tomadas antes de abrir um negócio, sendo a localização da empresa uma delas. Por ser também uma questão estratégica que pode influenciar diretamente nos resultados do possível investimento, a cautela é fundamental na hora da escolha do estabelecimento.

Leia também: Já ouviu falar em lojas colaborativas? Conheça o modelo e seus benefícios

A fim de ajudar os empreendedores a não terem prejuízos futuros, o idealizador da empresa Gowork - especializada em compartilhamento de escritórios, Fernando Bottura, listou 10 cuidados a serem tomados antes de definir a localização e alugar o espaço para o negócio.

1- Entenda o seu negócio

Antes mesmo de efetuar pesquisas sobre a locação de sua futura empresa, é necessário entender o que é o seu negócio e tudo o que o cerca, como por exemplo, perspectivas de crescimento. É preciso estabelecer a estrutura do negócio para que se possa escolher um lugar que atenda as demandas atuais e futuras.

2- Descubra o local ideal

Tendo em mente que toda cidade possui regiões que concentram determinadas atividades, chegou a hora de procurar em qual delas sua empresa se encaixa. Com isso, busque pontos que facilitarão e que impactarão positivamente o desenvolvimento do seu negócio.

3- Pesquise locais e preços

Um dos fatores mais importantes é saber quanto se irá pagar na locação do estabelecimento. Por isso, é de extrema importância pesquisar de maneira aprofundada não só os pontos de interesse como também seus custos. Imobiliárias, jornais locais e fazer uma busca pela cidade visitando os lugares podem ser bons meios de encontrar opções boas e com preços acessíveis.

4- Faça uma análise aprofundada

Neste passo, é importante fazer do tempo um aliado, uma vez que detalhes importantes podem ser deixados de lado por conta da pressa. Não leve em consideração apenas o preço e o tamanho do lugar, busque se atentar a fatores como o estado de preservação e os ajustes a serem feitos, para evitar gastos excessivos e eventuais dores de cabeça.

5- Priorize o acesso ao estacionamento

Avalie como se dará a sua locomoção, a de seus clientes e funcionários até o local. Um primeiro ponto a ser diagnosticado é saber se há estacionamentos no estabelecimento. Veja também quantas vagas estão disponíveis aos clientes, caso haja limitações, pesquise os custos dos estacionamentos da redondeza.

Leia também: Saiba como o pequeno empreendedor pode aumentar as vendas no Dia dos Namorados

6- Negocie as reformas

Dependendo da reforma que precisa ser feita, procure negociar, solicitando ao proprietário do imóvel que desconte o valor da reforma inicial no aluguel do imóvel. Entretanto, tome cuidado, a negociação deve ser muito bem acordada e documentada, para que não ocorram mal entendidos.

7- Se atente aos contratos

O auxílio de especialistas ou advogados com os contratos pode ser interessante nesse caso, já que podem analisar os documentos com propriedade, averiguando se não haverão prejuízos para ambos os lados.  Assim, evite documentos com excessivas multas de rescisão e avalie mais de uma vez os prazos estendidos.

8- Se possível, busque por um fiador

Conseguir um fiador pode ser uma grande conquista, já que conseguir uma pessoa que confie no seu negócio não é tão fácil quanto parece. São muitos os casos de problemas com amigos e, até familiares por causa dessa questão, uma vez que o seguro-fiança pode ser uma forma de garantia.

9- Considere outros gastos

Existem gastos adicionais que acompanharão todo o período de locação do imóvel. Assim, considere como prioridade o valor do condomínio a ser pago, que pode em alguns casos representar até metade do aluguel. Além disso, considere gastos com instalações elétricas, hídricas, recepção e limpeza.

10- Busque períodos gratuitos

De acordo com Bottura, aproveitar que o mercado não está muito aquecido pode ser uma alternativa para se beneficiar em relação à localização e locação do lugar, podendo ocorrer a solicitação de um período inicial sem a cobrança do aluguel. “Locar um espaço pode ser um processo altamente complexo, contudo, não adianta pular etapas, fato que pode ocasionar bastante complicações futuras. Uma alternativa que pode ser interessante é buscar escritórios compartilhados caso o negócio possibilite ou mesmo empresas especializadas em montagem desses espaços. Fato que poderá proporcionar segurança no processo”.

Leia também: Veja 10 feiras de negócios que acontecerão em SP nos próximos três meses

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.