Tamanho do texto

Função "Pagar ou Receber" permite que usuários enviem QR Code por meio do aplicativo; objetivo é reduzir erros durante o preenchimento dos dados

Em breve, os clientes do Banco do Brasil poderão fazer transferências de um jeito mais simples. A empresa anunciou nesta quarta-feira (7) que oferecerá uma alternativa que dispensa os dados bancários e dá lugar à leitura de um QR Code. Batizada de "Pagar ou Receber", a função permite a transmissão da imagem entre telefones celulares por meio de aplicativos como WhatsApp ou mensagens SMS.

Leia também: Aplicativo de empregos transforma currículo em áudio de um minuto; entenda

Para usar o recurso, basta acessar o recurso na primeira tela do aplicativo do Banco do Brasil . Em seguida, o cliente precisa informar um o valor e a data para recebimento para o app gerar o QR Code com dados da agência e da conta corrente. Depois disso, o responsável pela transferência pode aproximar seu dispositivo para escanear a imagem ou receber a mensagem com os dados em seu aparelho.

Banco do Brasil acredita que novidade no aplicativo tornará as transferências mais rápidas e práticas
Eduardo P/Creative Commons
Banco do Brasil acredita que novidade no aplicativo tornará as transferências mais rápidas e práticas

Leia também: Apesar de cenário político, pauta econômica deve avançar, diz Henrique Meirelles

O link direciona o usuário para um ambiente do BB e, para finalizar a transferência, o usuário precisa digitar a senha de sua conta corrente e confirmar a transação. "A solução permite que um mesmo evento possa ser compartilhado entre duas pessoas ou mais, o que facilita a divisão de valores por grupos, como contas de restaurantes, bares ou serviços de transportes, por exemplo", explica o banco, em nota à imprensa.

Para o banco, além de tornar a transferência mais rápida e prática, uma das vantagens do recurso é a eliminação da possibilidade de devoluções de transferências por conta do preenchimento incorreto dos dados bancários. A novidade foi apresentada durante o Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras (CIAB), realizado até 8 de junho, em São Paulo. O evento é organizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Leia também: Entenda por que o internet banking está perdendo espaço para os aplicativos

O recurso anunciado pelo Banco do Brasil vai ao encontro com o que foi apontado por pesquisa feita recentemente pela Febraban. O levantamento mostra que o mobile banking foi responsável por 34% das operações bancárias feitas em 2016. Esta foi a primeira vez que a modalidade ficou à frente do internet banking , que respondeu por 23% das transações no período. A tendência fica ainda mais evidente ao comparar o crescimento na comparação com 2015. Enquanto o mobile banking teve aumento de 14 pontos percentuais, o internet banking apresentou queda de 9 pontos percentuais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.