Tamanho do texto

Promovido pela Caixa Econômica Federal, o feirão acontece em 11 cidades neste final de semana. Advogada orienta os cuidados na hora da compra; veja

Brasil Econômico

Feirão da Casa Própria começa nesta sexta-feira (26) e termina no domingo (28)
Agência Brasil
Feirão da Casa Própria começa nesta sexta-feira (26) e termina no domingo (28)


Os consumidores interessados em adquirir a casa própria podem aproveitar o final de semana para realizar esse sonho. A partir desta sexta-feira (26) a Caixa Econômica Federal promove o seu Feirão da Casa Própria. Até domingo (28), 11 cidades brasileiras vão ofertar imóveis novos e usados com preços mais atrativos.

Leia também: Justiça altera decisão e nega vínculo empregatício entre Uber e motorista

A Caixa Econômica Federal informou que são mais de 202 mil imóveis disponíveis para compra, que pode ser efetuada por meio de financiamento imobiliário, sendo que essas residências estão localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Belém, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Goiânia e Uberlândia. Além dessas cidades, a 13º edição do Feirão da Casa Própria ocorrerá em Brasília, Fortaleza e Curitiba, de 23 a 25 de junho.

Construtoras

Esta edição do Feirão da Casa Própria contará com 548 construtoras, 261 correspondentes imobiliários e 185 imobiliárias que vão ofertar mais de 228 mil imóveis. Uma das dicas para evitar se frustrar com a compra do imóvel é o consumidor ter uma pesquisa prévia dos valores do imóvel que pretende comprar.

Atenção com os juros também é válida. Eles podem variar de acordo com os valores do imóvel, a renda disponível para aquisição, além do relacionamento do consumidor com instituições financeiras, como por exemplo, a Caixa Econômica Federal, a instituição que mais faz financiamento imobiliário no País.

Leia também: Financiamento imobiliário: especialistas dão dicas para compra de imóveis

Outra orientação é que o consumidor não se empolgue e feche o negócio de primeira. A dica é visitar todos os estandes possíveis, analisar as ofertar, verificar as condições de pagamento e verificar o custo-benefício, já que um financiamento imobiliário compromete a renda do consumidor de forma substanciosa. Além de tudo, o indicado é que esse comprometimento com o pagamento de prestações não ultrapasse 30% dos ganhos do consumidor ou de uma família.

Mais dicas

Além do valor do financiamento, que tem prazo de até 35 anos, a advogada especializada em direito imobiliário, Roberta Costa, explicou que o consumidor deve se atentar a todos os custos que envolvem um financiamento imobiliário. Em apartamentos , por exemplo, deve-se pensar no valor do condomínio, responsabilidade essa mensal.

Ela explica ainda que o consumidor deve ter todos os documentos relacionados à negociação, um dossiê sobre o processo de compra e venda. “Tudo isso deve ser muito bem analisado para se fazer uma boa compra, pois, na ausência dessas informações, o consumidor pode acabar adquirindo um problema”, alertou a especialista.

Documentos

Para solicitar o crédito imobiliário para aquisição da casa própria durante o Feirão é necessário o consumidor ter em mãos carteira de identidade, CPF, e comprovantes de renda (holerite ou extrato bancário) e de residência também. Para tirar dúvidas do consumidor, a Caixa disponibiliza atendimento telefônico no número 0800 726 0101, o Serviço de Atendimento ao Cliente ou pelo site da instituição financeira.

* Com informações da Agência Brasil

Leia também: Veja 10 dicas para economizar e realizar o sonho do casamento