Tamanho do texto

Pesquisa sobre o mercado em que se pretende atuar e o nicho de público são elementos essenciais para que o empreendedorismo dê certo; confira

Brasil Econômico

De acordo com o último indicador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente há cerca de 14,2 milhões de pessoas desempregadas. Em meio há tantas desocupações, a necessidade muitas vezes faz com o que o espírito empreendedor seja projetado ao lado do sonho de ter a própria empresa.

Leia também: Saiba como aumentar as chances de conseguir um emprego durante a crise

Aluguel, recepcionista, material de escritório, energia e telefone são despesas que podem consumir boa parte do lucro de sua empresa
iStock
Aluguel, recepcionista, material de escritório, energia e telefone são despesas que podem consumir boa parte do lucro de sua empresa

Mas abrir o próprio negócio não é tão simples assim quanto se imagina. Deve-se pensar em uma estrutura física – se necessária – e outros fatores que farão a sua empresa dar certo. Pensando nisso, o diretor executivo da Gowork, Fernando Bottura, separou cinco passos para planejar o início de seu empreendedorismo.

Planejamento

Ser impulsivo é algo que só causa prejuízo. Desta forma, o  recomenda é: estabeleça o público alvo e a estrutura necessária. Além disso, a pesquisa sobre o mercado em que se pretende atuar e o nicho de público são elementos essenciais para que o empreendedorismo dê certo.

Aporte financeiro inicial

Além do pagamento mensal do empreendedor há também outras taxas que devem ser inclusas no aporte financeiro inicial, como da junta comercial, emissão do alvará e outras que variam de acordo com a localidade e o ramo de atuação.

Leia também: Empresária investe em clube de benefícios para "tirar consumidor de casa"

Reduções inteligentes é o caminho

Aluguel, recepcionista, material de escritório, energia e telefone são despesas que podem consumir boa parte do lucro. Por conta disso, Bottura recomenda que uma das formas mais eficientes para reduzir esses custos é utilizando espaços de coworking ou escritórios compartilhados, pois eles permitem unificar todas essas despesas em algo único.

Regularize

Há diversos tipos de tributação para que o empreendedor alinhe seus negócios como MEI, Eireli, Simples, Presumido ou Real. Com tantas opções é necessário que o empresário analise com cautela qual modelo se encaixa mais adequadamente a sua empresa, assim diminuem-se as possibilidades de arcar com valores maiores do que os necessários.

Seja visto

Ter o negócio notado em uma grande cidade não é uma tarefa simples. Busque investir em redes de relacionamento, caso trabalhe em um coworking, se relacione com parceiros, procure associações. O especialista também avalia que é primordial investir em marketing, como um site ou ferramentas de captação de clientes de baixo custo e com retornos certos para a empresa.

Leia também: Saiba como micro e pequenas empresas podem usar o YouTube para ganhar dinheiro

    Leia tudo sobre: empreendedorismo