Tamanho do texto

Após o ex-presidente ter atribuído à sua falecida esposa Marisa Letícia o interesse em adquirir tríplex no Guarujá, marca fez referência ao caso

Marisa usou redes sociais para fazer campanha polêmica de Dia das Mães
Divulgação
Marisa usou redes sociais para fazer campanha polêmica de Dia das Mães

A rede de lojas Marisa resolveu brincar com o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sergio Moro para fazer uma campanha de Dia das Mães. O interrogatório foi realizado na última quarta-feira (10) como parte do julgamento do ex-mandatário brasileiro na Operação Lava Jato.

Leia também: Lojistas estão pessimistas com vendas para o Dia das Mães

Após o ex-mandatário brasileiro ter atribuído à sua falecida esposa Marisa Letícia o interesse em adquirir o polêmico tríplex no Guarujá, a marca resolveu publicar em suas redes sociais imagens que faziam referência ao caso. "Se sua mãe ficar sem presente, a culpa não é da Marisa", diz a campanha

A publicação gerou uma série de elogios dos usuários, que avaliaram positivamente a ação de marketing da empresa. Confira as principais reações encontradas na página do Facebook da empresa:






Leia também: Henrique Meirelles diz que recessão econômica é algo do passado

Apesar de a maioria dos usuários ter aprovado a ação, alguns outros consumidores julgaram a publicação como desnecessário. Veja algumas das reações negativas: 


Ragazzo

A Marisa não foi a primeira empresa a aproveitar a situação política do Brasil para fazer marketing. No ano passado, em meio às discussões que polarizavam o País entre direita e esquerda, mobilizadas pela votação do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, a rede de restaurantes Ragazzo resolveu lançar a coxinha de mortadela, representando a união entre os dois grupos.

Leia também: Confira prós e contras do modelo de trabalho home office

A campanha da empresa para promover o produto faziam referência justamente à votação do impeachment. "Eu voto sim para a coxinha de mortadela" foram os principais dizeres da ação de marketing na época. 

    Leia tudo sobre: Lula