Tamanho do texto

Levantamento da ABF revela que setor teve receita de R$ 36,8 bilhões no período; setores de hotelaria, beleza e foram os principais destaques

Brasil Econômico

O setor de franquias apresentou elevação do faturamento no primeiro trimestre do ano. Segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (10) pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento cresceu 9,4% no período, na comparação com igual período do ano passado. A receita passou de R$ 33,7 bilhões para R$ 36,8 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses, o volume de recursos arrecadado com as vendas teve alta de 8,8%.

Leia também: Conheça as carreiras que têm boa remuneração mas exigem inglês fluente

O levantamento sobre as franquias também tratou do movimento de abetura de novas lojas. O primeiro trimestre apresentou crescimento de 1,3% na comparação com os três primeiros meses do ano passado. Atualmente, o setor conta com 142.673 unidades espalhadas pelo país.

Setor de hotelaria e turismo foi o que teve o maior crescimento entre franquias no primeiro trimestre
Shutterstock
Setor de hotelaria e turismo foi o que teve o maior crescimento entre franquias no primeiro trimestre

Leia também: FGTS: saques das contas inativas não impactam financiamentos imobiliários

Para o presidente da associação, Altino Cristofoletti Junior, os resultados apresentados no levantamento são significativos quando é observado o atual contexto da economia brasileira . "O dado revela que a recuperação do ritmo de crescimento do franchising, ainda abaixo de dois dígitos", disse.  

O segmento que apresentou o maior crescimento no período analisado foi hotelaria e turismo , com alta de 31% no faturamento. Segundo a ABF, o resultado representa uma recuperação expressiva, tendo em vista que, no mesmo período do ano passado, o setor havia registrado 15% de queda na receita. "A maior estabilidade do dólar e a redução do endividamento das famílias também explicam a significativa expansão", ressaltou Cristofoletti.

O faturamento sobre saúde, beleza e bem-estar  teve o segundo melhor desempenho, com alta de 17%. De acordo com a associação, o resultado é explicado pelo aumento da busca por produtos e serviços do segmento, o crescimento de unidades de clínicas populares, além da diversificação de canais de vendas nas redes de cosméticos. Ao mesmo tempo, as unidades de limpeza e conservação tiveram variação positiva de 16% entre janeiro e março.

Leia também: Empresa oferece desconto de 20% para mulheres que desejam abrir franquia

Quando a pesquisa se volta para a localização das unidades, o resultado é de estabilidade em todas as modalidades de operação. Predominam as lojas de rua (65,9%) e de shopping (23%). Em seguida, estão as unidades no modelo home office (5,3%) e em supermercados (3,6%). A pesquisa de associação entrevistou cerca de 43% das unidades de franquias, que representam cerca de 53% do faturamento total do setor.