Em março, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apresentou um total de 23,4 mil registros de reclamações em seus serviços, queda de 16,1% se comprado ao mesmo mês do ano passado.

Leia também: Apenas banda larga fixa obteve crescimento de assinaturas no País, aponta Anatel

De acordo com o levantamento da Anatel, todos os serviços de telecomunicação recuaram na quantidade de queixas
iStock
De acordo com o levantamento da Anatel, todos os serviços de telecomunicação recuaram na quantidade de queixas

De acordo com o levantamento da Anatel , todos os serviços de telecomunicação recuaram na quantidade de queixas. A telefonia móvel reduziu 8%, com 153,1 mil reclamações. Já a telefonia fixa, retraiu 27,5%, com 74,2 mil queixas, enquanto a banda larga fixa e a TV por assinatura detiveram quedas de 20% e 16,2%, com 49 mil e 45,4 mil reclamações, respectivamente.

Empresas e serviços

Com exceção da TIM, que obteve 48,7 mil reclamações no terceiro mês do ano, com alta de 13,8% nos últimos 12 meses, o restante das prestadoras de telefonia móvel registraram queda. A Nextel recuou cerca de 22,2%, com um total de 10,1 mil queixas, seguida da Oi, que caiu17,2%, com 20,9 mil reclamações, a Claro, com 14,8% e 34, 3 mil e a Vivo, com um recuo de 13,6%, com 38,7 mil reclamações.

No que se diz respeito à telefonia fixa, todos os grupos acompanhados pela Agência também recuaram na quantidade de reclamações em comparação com o mesmo mês do ano passado: Oi, com 40,7 mil reclamações  e recuo de 35,9%; Vivo, com 22,4 mil  e 16,8% e NET/Claro, com 9,4 mil queixas e retração de 12,1%.

Em contrapartida, na TV por Assinatura, a Vivo apresentou aumento de 10,2% nos últimos 12 meses, com o registro de 3,1 mil reclamações.  Entretanto, todas as demais registraram redução: Sky, com 17,3 mil de reclamações e retração de 22,6%; Net/Claro, com 19,7 mil e 12% e Oi, com 4,8 mil queixas e queda de 18,8%.

Você viu?

Leia também: Mercado de planos de saúde perde 1 milhão de beneficiários, diz IESS

É importante lembrar que as emissoras SBT, Record e Rede TV! Optaram por descontinuar a transmissão de seus sinais digitais para as prestadoras de TV por Assinatura, o que gerou aproximadamente 1 mil reclamações junto à Agência.

Na banda larga fixa, somente a Net apontou elevação nas reclamações nos últimos 12 meses, com aproximadamente 7,4 mil e acréscimo de 5%. Já a  Oi e a Vivo retraíram 35,5% e 5,7%, com 22,3 mil e 14,6 mil reclamações, respectivamente.

UFs

No primeiro trimestre de 2017 e em comparação com o mesmo período do ano passado, o Brasil registrou uma redução de 15,2% nas queixas dos serviços de telecomunicações. De janeiro a março deste ano foram apresentadas 933,1 mil reclamações contra 1.100,3 mil do primeiro trimestre do ano passado.

Com isso, a Anatel mostrou uma redução nas reclamações nos primeiros três meses de 2017 em todos os estados brasileiros e Distrito Federal: Amapá, com 34,1%, Amazonas, com 32,3% e Rio Grande do Sul, com 32%. Já São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, foram os estados com os maiores volumes de reclamações, registrando 9.6%, 24,8% e 11,2%, respectivamente.

Leia também: Passageiro é picado por escorpião durante voo da United Airlines

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários