Brasil Econômico

Brasil Econômico

O estudo Retrospectiva & Perspectivas 2016 realizado pela Kantar IBOPE Media apurou que cerca de 30 mil anunciantes passaram a compor o leque dos 63 mil que investiram em publicidade nos meios de comunicação no ano passado.

Leia também: Vendas no e-commerce paulista caíram 1,4% em 2016, diz Fecomercio-SP

undefined
iStock
Pesquisa sobre publicidade usou como base mais de 600 veículos

De acordo com o estudo, somente essas novidades movimentaram R$ 5,2 bilhões em propaganda, o que representa 4% do total destinado aos meios e veículos em publicidade .

Panorama                                  

Ao longo de 2016 foi observado um mercado publicitário similar à economia nacional. Segundo a Kantar IBOPE Media, somente no segundo semestre do ano avaliado que houve respostas positivas diante do mercado de mídia, uma vez que foi registrado crescimento de 14% em relação aos primeiros seis meses. O comportamento observado é similar ao de 2015.

Outra coincidência entre 2016 e 2015 foi o valor movimentado na compra de espaço publicitário, que foi de R$ 129,9 bilhões. Embora seja um número alto, o total registrado no último ano é levemente inferior ao do ano passado, com retração de 1,6%. Vale ressaltar que o valor apontado é baseado nas tabelas de preços de mais de 600 veículos, não havendo consideração de descontos e negociações entre as partes.

Leia também: Inadimplência: Brasil tem 59,2 milhões de consumidores nesta situação

Anunciantes

Entre as principais empresas que têm voltado sua receita para publicidade estão a Unilever Brasil, Caixa (GFC) e Genomma, que foi a primeira colocada, com o valor aproximado de R$ 3,5 milhões. Quem também obteve destaque nas transações foi a General Motors, que elevou seus investimentos de um ano para outro em 36%, visto que passou de R$ 823.904 para R$ 1.118.900.

Meios

Somente a TV – aberta, paga e merchandising – atraiu cerca de 70% do total de compra do espaço publicitário, o que significa R$ 95,9 bilhões, um crescimento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2015. Para se ter uma ideia de como a TV fatura com isso, o segundo colocado no ranking é o jornal, que faturou R$ 15,2 bilhões. Ou seja, R$ 80 bilhões a menos do que a primeira colocada.

Outra constatação do estudo Retrospectiva & Perspectivas 2016 foi que dos 19.956 anunciantes da TV aberta, 13 mil foram exclusivos. Outra concentração - de publicidades restritas num meio - expressiva foi no jornal, que teve 60% dos 18 mil anunciantes.

Agências

As cinco agências que mais investiram em publicidade são a Y&R, WMcCann, Almap BBDO, Ogilvy e Mather Brasil e Publicis PBC Comunicação. Sendo que a primeira foi a que mais diminuiu a receita voltada para anúncios no período de um ano. De acordo com a pesquisa, em 2015 a Y&R pagou cerca de R$ 7 milhões e em 2016 o valor não passou dos R$ 5.991.697.

Do leque das cinco primeiras, Ogilvy e Mather Brasil também retraiu o investimento e publicidade que passou de R$ 3.820.652 para R$ 3.206.446.

Leia também: Veja 12 dicas para manter as finanças pessoais em dia durante a Páscoa

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários