Tamanho do texto

Uso de técnicas maximizadoras de aprendizado e gestão de emoções podem ser aliados fundamentais no número de aprovações em concursos públicos

Brasil Econômico

Gestão emocional é apontada com um dos três pilares para aprovação em concursos públicos
iStock
Gestão emocional é apontada com um dos três pilares para aprovação em concursos públicos

Mesmo com todas as polêmicas, a carreira de servidor público ainda atraí muitos brasileiros que estimam bons salários, estabilidade e oportunidades em diferentes áreas. Contudo, ser aprovado em concursos públicos continua sendo um desafio que exige cada vez mais esforço.

Leia também: Veja 10 concursos públicos que encerram inscrições em abril

“Comprar uma apostila, se inscrever no concurso e fazer milhares de exercícios não é mais o suficiente para ser aprovado. É necessário lançar mão de uma série de ferramentas e técnicas necessárias para se sair bem e conseguir a sonhada aprovação”, afirmou o especialista em aprendizagem acelerada e criador do curso online Estratégias de Aprovação, Victor Ribeiro acerca das técnicas de aprovação para concursos públicos .

Para ajudar aqueles que irão prestar concursos a atingirem bons resultados, o especialista separou três pilares a serem trabalhados antes das provas para potencializar as chances de aprovação.

Planejamento

De acordo com Ribeiro, antes de começar a estudar, é importante saber qual conteúdo requer mais atenção e com qual objetivo será analisado. Para o especialista, o primeiro passo a ser efetuado pelo concurseiro é a escolha da carreira, já que desse modo, pode começar a se preparar para o processo seletivo antes mesmo do lançamento do edital.

Outro ponto ressaltado por ele é a criação de um guia de estudo baseado no edital, determinando assim, uma fonte de estudo e um cronograma com a frequência de estudo e estabelecimento de metas.

“Transforme sua vontade de passar no concurso em números e objetivos honestos. No seu planejamento, deixe um tempo estabelecido para a revisão. Ela é importante para fortalecer o conhecimento adquirido, e deve ser feita semanalmente”, afirmou.

Leia também: Especialista afirma que concursos públicos continuam mesmo com a terceirização

Gestão emocional

O segundo pilar de aprovação destacado pelo especialista é a gestão das emoções, que fará toda a diferença principalmente no dia da prova, uma vez que trabalha a insegurança e as expectativas daqueles que irão prestar concursos.

“Todo o seu esforço pode ir por água abaixo se você tremer na base na hora de fazer o exame. É preciso manejar as expectativas na hora da prova. Para isso, eu costumo repetir um mantra: ‘antes de fazer, a prova é a coisa mais importante, mas na hora de fazer, ela é só mais uma prova’. Ou seja, só um pedaço de papel que não define quem eu sou”, expôs Ribeiro.

Aprendizagem acelerada

 Por fim, o especialista aponta o uso da aprendizagem acelerada, ou seja, técnicas capazes de maximizar o aprendizado, além de auxiliar na concretização de objetivos e na organização do material a ser estudado.

“Hoje em dia, conteúdo de qualidade não é diferencial, pois ele é fácil de ser encontrado. O segredo é aprender tudo o que seus concorrentes vão aprender, mas em um terço do tempo deles. A Aprendizagem Acelerada nada mais é que a otimização da concentração, da leitura e das anotações, de forma a otimizar a memória para que o conhecimento seja retido na mente. Quando trabalhadas detalhadamente, estas técnicas elevam o aprendizado à máxima potência”, concluiu o especialista sobre métodos que podem impactar na preparação para os concursos públicos.

Leia também: Desemprego atinge 13,5 milhões de brasileiros; maior taxa desde 2012