Tamanho do texto

A informação foi divulgada no site do Ministério da Agricultura. Na sexta-feira (24) Hong Kong fechou o mercado e pediu retirada de carnes da ilha

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou na manhã desta terça-feira (28) que Hong Kong decidiu reabrir o mercado para as carnes brasileiras. Na última sexta-feira (24) a ilha além de proibir a entrada de carnes de frango e suína, solicitou a retirada de todas as carnes que estavam disponibilizadas aos seus consumidores. A medida foi uma retaliação ao escândalo envolvendo frigoríficos brasileiros, deflagrado pela Polícia Federal na Operação Carne Fraca.

Leia também: Seis frigoríficos são interditados pelo Ministério da Agricultura; veja quais

Hong Kong tira embargo e volta a comprar carne brasileira após Operação Carne Fraca
shutterstock
Hong Kong tira embargo e volta a comprar carne brasileira após Operação Carne Fraca


No site do Ministério da Agricultura foi informado que os representantes do governo brasileiro e de Hong Kong conversaram e esclarecem possíveis dúvidas em relação à Operação Carne Fraca .  Ficam de fora das exportações a Hong Kong, um dos maiores parceiros comerciais brasileiros de carnes, os frigoríficos que estão sendo auditados e tiveram suspensas as licenças de exportação pelo Ministério da Agricultura, sendo eles: uma unidade da empresa Souza Ramos, em Colombo, no Paraná; duas unidades da Peccin, em Curitiba (PR) e Jaraguá do Sul (SC); uma unidade da BRF, em Mineiros (GO); uma unidade da SSPMA, em Sapopema (PR); uma unidade da Farinha de Castro, em Castro (PR).

Segundo o Ministério da Agricultura, a suspensão das exportações, de forma temporária, dos frigoríficos envolvidos nas investigações foi a decisão adotada pelo governo para “tranquilizar os consumidores do exterior e evitar prejuízos aos demais frigoríficos exportadores”.

Leia também: Salões de beleza de luxo de São Paulo são autuados por uso de produtos vencidos

Foi informado pelo ministério que a reabertura de mercado foi anunciada “pelo Centro de Segurança Alimentar (CFS) ao consulado brasileiro no país, em resposta às últimas informações fornecidas pelas autoridades”.

Outros países

Todos os parceiros e importadores do Brasil solicitarem esclarecimentos acerca do escândalo da Operação Carne Fraca. Deflagrada em 17 de março, ela resultou no fechamento de mercado as carnes bovinas, suínas e de frango. Aos poucos os países foram retirando os embargos, tanto que: Coreia do Sul, Barbados, Egito, Chile, China e por último Hong Kong deixaram os embargos e voltaram a importar carne do Brasil.

Porém outros países ainda mantêm restrições às carnes brasileiras – restrições essas que podem ser totais ou apenas às empresas citadas na operação da Polícia Federal –, sendo eles: Japão, África do Sul, União Europeia, Suíça e Arábia Saudita.

Leia também: Depois da China, Egito e Chile também voltam a importar carne brasileira