Tamanho do texto

Quase 6 milhões de contribuintes entregaram declaração do Imposto de Renda até às 17h da última segunda-feira (27); veja quem deve declarar

Imposto de Renda 2017: mais de seis milhões de contribuintes já entregaram a declaração
Reprodução
Imposto de Renda 2017: mais de seis milhões de contribuintes já entregaram a declaração


Em apenas 26 dias a Receita Federal já recebeu mais de 6 milhões de declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017. Até às 17h da terça-feira (27), 5.978.202 contribuintes usaram a plataforma da Receita Federal (RF) para declarar os ganhos obtidos em 2016. A estimativa da (RF) é que até o dia 28 de abril, sejam entregues 28,3 milhões de documentos.

Leia também: Especialista em contabilidade tira dúvidas sobre Imposto de Renda

A Receita Federal passou a receber os documentos referentes a declaração do Imposto de Renda 2017 no dia 02 de março. O contribuinte tem até o dia 28 de abril, as 23h59 para informar. A declaração é obrigatória aos brasileiros que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 em 2016.

Mudanças

A Receita Federal tem alertado aos contribuintes sobre algumas mudanças implementadas para a declaração deste ano. Entre elas está a redução da idade mínima, de 14 para 12 anos, para inclusão de dependentes. Vale ressaltar que será aceito apenas os dependentes com CPF, caso o contribuinte não informe o número, corre o risco de cair na malha fina. Outra novidade para a declaração deste ano foi a incorporação do programa que transmite a declaração – o Receitanet – ao programa gerador do documento. Medida essa que visa facilitar a transmissão da declaração.  

Quem deve declarar

É importante frisar que tem obrigação de declarar IR aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma superior a R$ 40 mil. Pessoas que tiveram rendimentos como ganhos de capital na alienação de bens de direito sujeitos a incidência de impostos e quem fez algum investimento em bolsa de valores, de mercadorias e de futuros, enfatizou o comunicado da Receita Federal.

Leia também: Tire 20 dúvidas sobre como declarar seu veículo no Imposto de Renda

Quando se trata de atividade rural, é obrigado a declarar o contribuinte com renda bruta superior a R$ 142.798,50; quem pretende compensar prejuízos do ano-calendário 2016 ou posteriores ou quem teve, em 31 de dezembro do ano passado, a posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, com valor total superior a R$ 300 mil.

Restituição

Os primeiros contribuintes a entregar a declaração do IR 2017n serão os primeiros a receber a restituição, caso não caiam na malha fina ou errem algum dado da declaração que tenha sido constada pela Receita Federal.

A restituição do Imposto de Renda será paga em sete lotes entre os meses de junho e dezembro. O primeiro lote será disponibilizado aos contribuintes em 16 de julho. O segundo em 17 de julho; o terceiro será creditado na conta informada pelo contribuinte a partir de 15 de agosto.  O quarto, quinto e sexto lotes serão pagos, respectivamente, em 15 de setembro, 16 de outubro e 16 de novembro. O sétimo e último lote está previsto para ser pago em dezembro.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Veja os 10 erros mais comuns na hora de declarar o IR