Tamanho do texto

A alta não é resultado do crescimento do número de infratores, afirma a companhia, e sim resultado da intensificação da operação caça-fraude

Brasil Econômico

Nesta quarta-feira (1) a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgou um balanço onde foi revelado o crescimento de flagrantes de furto de água em 35% no comparativo entre os anos de 2015 e 2016.

Leia também: Veja as cinco empresas com o pior desempenho segundo o Reclame Aqui

Desvios detectados pela Sabesp garantiriam o abastecimento de 380  mil  pessoas  durante  um  mês
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Desvios detectados pela Sabesp garantiriam o abastecimento de 380 mil pessoas durante um mês

De acordo com a Sabesp , os desvios correspondem à aproximadamente 3,8 bilhões de litros, o que é suficiente para abastecer uma cidade do porte de Diadema por um mês, com cerca de 380 mil pessoas.

As localidades que mais têm sido flagradas pela operação em parceria com a Secretaria Estadual da Segurança Pública são as residências, com um total de 22.240 fraudes detectadas em 2016. Logo em seguida vem os estabelecimentos comerciais, onde foram identificados cerca de 2.690 flagrantes. Já nas indústrias e nos imóveis de uso misto foram registrados 1.001 ocorrências pela companhia estadual.

Os principais tipos de irregularidade identificados pelos agentes da operação caça-fraude foram em relação à violação de hidrômetro, que somou mais da metade das irregularidades, com 54%, enquanto que a constatação de ligações clandestinas foi de 41%.

Na nota divulgada pela Sabesp ainda foi informado que as fraudes em comércios são mais sérias, uma vez que geram um desvio muito maior de água, porque demandam mais consumo.

Leia também: Conta de luz fica mais cara a partir de março com bandeira amarela

Justificativa

De acordo com a nota divulgada pela Sabesp, a alta não é resultado de crescimento do número de infratores, e sim decorrência da intensificação nas vistorias realizadas pelo estado de São Paulo. Em 2016 cerca de 70 equipes comporam a operação caça-fraude. O trabalho resultou em mais de 239,5 mil vistorias, sendo 660 a média por dia.

Conclusão

Cerca de 552 boletins de ocorrência relacionados à furto de água foram registrados em 2016. A Sabesp também conseguiu recuperar cerca de R$ 35,3 milhões ao seus cofres com a operação.

As denúncias podem ser realizadas gratuitamente no Disque-Denúncia (181) e também na Central de Atendimento Telefônico da Sabesp no 195. Os dois telefones garantem o sigilo do denunciante.

Leia também: Mesmo preocupado com dívidas, consumidor está mais otimista com economia