Brasil Econômico

O indicador da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o ACVarejo, apurou que no mês de novembro o volume de vendas do varejo paulista teve retração de 7,2%, ao se comparar com igual período de 2015. Porém, o resultado foi menor que o apurado em outubro, quando o setor teve queda de 11,9%.

LEIA MAIS: Movimento do comércio tem queda de 6,6% em 2016; pior resultado em 16 anos

undefined
Fernando Frazão/Agência Brasil
Volume de vendas no varejo teve queda de 7,2% em novembro. Black Friday ajudou a segurar a queda nas vendas no período


A explicação da queda menos acentuada no período, segundo a ACSP, é o impacto das vendas da Black Friday em novembro, além do mês ter tido um dia útil a mais. Para o presidente da Associação Comercial e Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, a queda menor não é motivo para comemoração ou para pensar em uma retomada de crescimento do setor. “A desaceleração da queda em novembro não indica, ainda, uma retomada. Pode ter havido, durante o período da Black Friday, antecipação das compras natalinas”, disse em nota.

O presidente das entidades afirmou ainda que, a redução do juro poderá ter impacto positivo no setor em médio prazo. “De qualquer forma, a redução mais intensa dos juros por parte do Banco Central deverá ajudar na futura recuperação do varejo”. A taxa básica de juros –Selic -  está em 13% ao ano após a última decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de corta o juros em 0,75 ponto percentual. 

LEIA MAIS: Varejo tem queda de 6,8% nas vendas em 12 meses; pior resultado desde 2001

Problemas

Burti acrescenta que os fatores que contribuem para deprimir o consumo das famílias continuaram atuando em novembro, como o aumento do desemprego e a queda da renda, além da contração e da piora das condições de crédito no País. 

A pesquisa ACVarejo também aponta que, no acumulado de janeiro a novembro do ano passado, o varejo do Estado de São Paulo acumula retração de 6,2% sobre igual período do ano passado.  Os dados abrangem o varejo ampliado, que inclui automóveis e material de construção.

Todas as 20 regiões paulistas registraram queda no volume de vendas em novembro frente ao mesmo mês de 2015. As maiores retrações ocorreram no Litoral que apresentou queda 15,3%)e no Alto do Tietê com retração de 12%. Jundiaí  teve recuo de 0,7% e Bauru queda de 1,8%.

LEIA MAIS: Confira seis dicas para fidelizar clientes no varejo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários