Tamanho do texto

Nada de sair gastando todo o valor que tem em sua conta inativa do FGTS; quitar dívidas e investir são apenas algumas das dicas do educador finaceiro

 A partir de fevereiro, os trabalhadores brasileiros com contas inativas no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) terão o direito ao saque do montante. Com a inciativa do governo de autorizar o saque terá movimentação financeira estimada em R$ 30 bilhões. A projeção é que 1 milhão de brasileiros procurem a Caixa Econômica Federal para o resgate do valor.

LEIA MAIS: Cerca de 24% dos brasileiros mudaram de emprego em 2016, diz pesquisa

Saque do FGTS: Especialista pede que o dinheiro seja usado com moderação
iStock
Saque do FGTS: Especialista pede que o dinheiro seja usado com moderação


Especialistas em finanças pessoas acreditam que a iniciativa do governo é positiva, porém alertam para o risco desse valor ser empregado de forma errado pelo brasileiro. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinando Domingos, o dinheiro inesperado não deve ser gasto sem planejamento. “Não é porque é uma verba inesperada que deve ser gastada desordenadamente, muito ao contrário, esse dinheiro pode marcar o início de uma virada financeira”, orienta o especialista em finanças pessoas sobre o uso do FGTS

O governo espera que o brasileiro use o dinheiro para quitar dívidas e demais obrigações financeiras que estão em aberto, porém Domingos explica que essa medida só é recomendada “em caso de descontrole no pagamento ou inadimplência, fatos que podem gerar juros abusivos. Agora, quando o endividamento estiver controlado (como é o caso de quem tem parcelamentos em dia  da casa própria, veículos, ou para crediários ), esse dinheiro deve ser utilizado para iniciar o planejamento de sonho”, disse.

 Domingos, explicou que a decisão de reverter o valor retido no FGTS em quitação dos débitos deve ser bem planejada, e elencou medidas que devem ser tomadas quando tiver acesso ao dinheiro.  

 LEIA MAIS: Entenda como as marcas de sucesso usam o design para alavancar as vendas

Dívidas

Se você possui diversas dívidas, mas ainda não está inadimplente, o especialista indica que é a hora de se ter cuidado, pois situação é bastante preocupante. Domingos indica que sejam levantados todos os valores e que se estabeleça uma estratégia para que continue adimplente. "E lembre-se, estar endividado nem sempre é um problema; o problema é quando não se consegue pagar esse compromisso", disse ele. 

Caso o trabalhador já  esteja inadimplente, antes de sair negociando,  ele deve ter total conhecimento de sua situação. Domingos orienta que se faça um diagnóstico financeiro, registrando o que ganha e o que gasta, e conheça o seu verdadeiro “eu financeiro”. 

Fazer uma lista de despesas diárias, separada por tipo de despesas, durante os próximos 30 dias. Esse é o caminho para que fique tudo mais claro. "Somente assim poderá cortar gastos e reduzir excessos", enfatiza o especialista. 

O presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, ressaltou que nunca se deve procurar o credor, pessoa ou instituição para quem se deve, antes de ter domínio completo da sua situação financeira. Ele orienta que o trabalhador procure linhas de créditos mais baixas, fazendo a portabilidade de canal, para conseguir reduzir o endividamento. "No planejamento para pagar as dívidas, priorize as que têm os juros mais altos. Geralmente são as de cartão de crédito e cheque especial". 

Padrão de vida

Reinaldo Domingos, enfatizou que é hora de repensar a sua condição de vida, evitando assim, um novo período de crise financeira. "Saiba que, para pagar as dívidas atrasadas, terá que repensar o seu padrão de vida, pois a sua força de pagamento será reduzida nos próximos meses, com o início do pagamento das parcelas"

Além de pagar as dívidas, procure guardar dinheiro para fazer suas próximas compras à vista e obter descontos. Mesmo endividado, inicie o projeto de vida de ser independente e sustentável financeiramente. E não se esqueça: é preciso respeitar o dinheiro e entender que ele é um meio e não um fim. Com essas dicas, Domingos acredita que quem tem direito ao saque de valores parados no FGTS poderão pensar duas vezes antes de gastar o valor de forma inadequada. 

 LEIA MAIS: Michel Temer nega que governo vai rever o saque das contas inativas de FGTS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.