Brasil Econômico

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) indicou queda no último mês de 2016, dando sequencia a ao quadro de pessimismo no setor apurado em novembro. O balanço fechou abaixo dos 50 pontos, indicando um quadro desfavorável ao segmento, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável pela pesquisa. Por outro lado, segundo a sondagem industrial, a produção de dezembro aumentou em comparação a novembro de 2016, chegando aos 47 pontos.

+Mercado reduz projeção da inflação para 4,81% e mantém a do PIB em 0,5%


Produção aumenta, mas confiança tem queda em dezembro
Agência Brasil
Produção aumenta, mas confiança tem queda em dezembro








Você viu?




Futuro

O ICEI, além de desenvolver índices referentes às atuais condições, também faz balanço a respeito das expectativas para o semestre que virá a seguir, tanto para a economia quanto para a própria empresa. E os números referentes à situação atual da economia mostrou forte retrocesso, de 42,4 pontos – em novembro – para 37 pontos no mês seguinte. As expectativas empresariais – de produção , mercado –, por outro lado, se mostram mais otimistas e ainda mantém a nota de corte a cima dos 50 pontos, mesmo ao registrar queda pelo segundo mês seguido.

Todas essas informações constam no Boletim Indústria do Centro de Pesquisa em Economia Regional (Ceper-Fundance), o qual também reúne dados da sondagem industrial. Luciano Nakabashi é um dos coordenadores do boletim e afirma que o momento político é o responsável por impulsionar a piora das expectativas, uma vez que o cenário de dúvidas sobre o atual governo e a crise fiscal atinge estados e municípios do País.

+Exportações de industrializados cresceram abaixo do esperado em 2016

Emprego, rendimento médio real e faturamento real da indústria de transformação também são divulgados pelo Boletim. Em relação a dezembro de 2015, o mesmo período de 2016 mostrou uma queda 6% no emprego. Um dos motivos pela baixa de contratação também se deve por causa do recuo de 18% do faturamento real da indústria, em relação a dezembro de 2015.

A chamada sondagem insdustrial também registrou que o número de empregados na indústria ficou estável, na relação dezembro-novembro de 2016, o que não demonstra piora. A utilização da capacidade instalada demonstrou melhora no período. Mesmo não indicando retrocesso, os dois índices citados não passaram dos 50 pontos, fato esse que demonstraria uma melhora considerável.

Metodologia

A sondagem industrial tem como base dados sobre o volume de produção, estoques de produtos finais, nível da utilização da capacidade instalada, perspectivas para os próximos meses quanto à demanda, compra de matéria-prima e exportação. Já o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) tem como fonte os empresários industriais das áreas extrativistas e de transformação, que respondem questionamentos sobre o presente momento e as expectativas para o próximo semestre. As perguntas dizem respeito às condições gerais internas da empresa, do estado de São Paulo e do Brasil.

+Preocupação com o desemprego aumentou em dezembro, aponta CNI

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários