Tamanho do texto

É importante descobrir seus objetivos, entender que dinheiro traz felicidade temporária e conhecer o novo empregador antes de deixar uma empresa

Brasil Econômico

É recomendável que o funcionário  aja de modo profissional até que a sua saída da empresa seja oficializada
Reprodição/Ronsho
É recomendável que o funcionário aja de modo profissional até que a sua saída da empresa seja oficializada

Quando nos tornamos insatisfeitos com nossos empregos, é natural que procuremos outro trabalho. Uma pesquisa realizada este ano nos Estados Unidos mostrou que a satisfação dos trabalhadores americanos com seus empregos têm aumentado, e, que, com o aumento da satisfação e do engajamento do trabalhador, poucos deles têm mudado de trabalho com frequência. No entanto, você não precisa estar necessariamente instisfeito com a empresa onde trabalha para perdir demissão e decidir continuar sua carreira em outra companhia. De qualquer maneira, há algumas coisas que você precisa saber antes de deixar seu trabalho. Veja quais algumas delas, listadas pelo site entrepreneur.

+ Programas de Demissão Voluntária: devo aderir? Veja mitos e verdades

1. Descubra o seu propósito

Descobrir o seu propósito, o que você busca na vida, é muito importante. A maneira como você imagina a sua carreira como empreendedor pode não ter nada a ver com o seu trabalho atual, e com a maneira como ele faz você se sentir, por exemplo. A maioria das pessoas pede demissão  no momento em que percebe que o trabalho atual é inadequado para os seus objetivos. Descobrir o que você quer em um emprego pode ajudá-lo a focar no que você quer na nova carreira e evitar experiências frustradas.

2. Dinheiro traz felicidade temporária

Se você é um funcionário exemplar e tem um bom desempenho, dizer ao seu chefe que você está saindo da empresa pode não ser a melhor maneira de dar a notícia. Ele recorrerá a várias estratégias para mantê-lo no emprego, inclusive propor um aumento no salário. Esse é o seu caso? Já lhe ofereceram um aumento? Se sim, isso fez você mudar de ideia?

Você deve saber que dinheiro traz apenas felicidade momentânea, e não vai aumenta a satisfação com o trabalho. Então, se a sua principal motivação para querer um novo emprego é dinheiro,não seria o caso de pensar em conciliar seu trabalho atual com outro? Como trabalhar como freelancer  nos finais de semana, enquanto você trabalha durante a semana no seu atual emprego?

3. A maneira como você pede demissão importa

Muitos jovens profissionais sonham em pedir demissão ou deixar seus empregos de forma dramática. Embora você possa se sentir o dono do mundo no momento, essa é a pior maneira de pedir demissão.

Por incrível que pareça, seu chefe atual exercerá um papel importante nas suas oportunidades de emprego futuras. O tempo em que as referências serviam apenas para incrementar o currículo acabou. Hoje, os empregadores entram em contato com as referências dos canddatos por telefone.

4. Você informou os seus colegas?

Seus colegas de trabalho são pessoas com quem você interage diariamente. Alguns não precisam saber da sua decisão de mudar de emprego, mas outros merecem ouvir a notícia da sua boca. Embora os chefes acreditem que é tarefa deles informar o resto da equipe sobre a sua partida, os amigos mais próximos devem ser informados por você. É uma maneira de fortalecer a relação com os colegas com quem você quer continuar tendo contato fora do trabalho.

5. Você ainda precisa ser profissional

Manter uma conduta altamente profissional no seu atual ambiente de trabalho é muito importante. Isso significa que tudo o que não for relacionado ao seu trabalho - incluindo falar com o departamento de RH do seu futuro local de trabalho - deve ser evitado enquanto você ainda estiver trabalhando na empresa atual.

Até o momento de você entregar sua carta de demissão, a maneira como você se comporta no atual emprego determinará como o seu chefe falará de você para os outros funcionários.

6. Você "precisa" da aprovação do seu chefe

Manter uma boa relação com o seu chefe atual é importante para a sua carreira. Vejamos uma situação. Um gerente sênior de uma grande empresa é convidado para dirigir uma startup que foi fundada recentemente, e aceita a proposta. No futuro, a empresa para qual ele trabalhava compra a startup para a qual ele trabalha e o seu antigo chefe se torna seu atual chefe. Imagine essa hipótese. Com certeza, ele não vai querer ter brigado com o chefe da empresa onde costumava trabalhar.

Moral da história: a não ser que você esteja deixando a empresa por causa de falta de confiança ou alguma conduta inapropriada do seu chefe, mantê-lo como um amigo pode ser útil.

+ Aviso prévio: entenda o que é, como funciona e as regras básicas

7. Busque satisfação fora do ambiente de trabalho

Satisfação no trabalho é um fator decisivo para nosso bem-estar social e emocional. Embora mudar de emprego possa ajudá-lo a adquirir novas experiências de vida, ja que você conhecerá pessoas e enfrentará novos desafios, vários outros fatores podem contribuir para uma vida prazerosa. Um deles é o sono. Muito se fala sobre como dormir adequadamente contribui de forma significativa para uma vida produtiva e saudável.

8. Você conhece bem o seu novo empregador?

É importante que você se informe sobre o seu novo empregador antes de pedir demissão do emprego atual. Antes de decidir pedir demissão, você procurou saber como é trabalhar no ambiente de onde surgiu a nova oportunidade? Em um mundo onde somos condicionados a acreditar que precisamos apenas ganhar a confiança de nossos chefes, também é importante descobrir se trabalhar com certas pessoas nos fará bem.

9. Você tem a experiência correta para a nova oferta?

Na tentativa de mudar de emprego, muitas pessoas acabam aceitando uma oferta de emprego que exige habilidades que estão além das suas capacidades. O resultado é que elas acabam tendo um desempenho abaixo do esperado na nova função. Esse tipo de situação pode levar funcionários a desenvolver depressão e baixa autoestima.

10. Passe a função para alguém que você confia

Se você está no meio de um projeto cuja responsabilidade foi atribuida a você, certifique-se de que você tem uma estratégia em mente que impedirá que o trabalho seja prejudicado antes de você pedir demissão. É o mínimo que você deve fazer se deixar antes de deixar o trabalho: recomendar alguém capacitado para assumir sua função. Dessa forma, o trabalho não será negligenciado, e os clientes não ficarão com uma péssima impressão dos funcionários e da empresa.