Tamanho do texto

Presidente interino Michel Temer já tinha dito que a aprovação do déficit esperado de R$ 170,5 bilhões foi uma “bela vitória”

Agência Brasil

O Ministério da Fazenda divulgou nesta quarta-feira (25) nota destacando que a aprovação pelo Congresso Nacional, nesta madrugada, da proposta de revisão da meta de resultado primário do setor público para este ano indica que o Legislativo está comprometido com a superação da crise e a recuperação da economia brasileira.

Recálculo do ministério de Henrique Meirelles prevê rombo de R$ 170,5 bi nas contas públicas
Getty Images
Recálculo do ministério de Henrique Meirelles prevê rombo de R$ 170,5 bi nas contas públicas

A revisão da meta foi aprovada nesta quarta-feira após uma sessão que durou mais de 16 horas. Com isso, o governo fica autorizado a fechar o ano com déficit primário de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas.

A nota do Ministério da Fazenda diz também que a decisão do Congresso é um passo importante na redução de grandes incertezas que cercavam, e ainda cercam, a trajetória das contas públicas. "Dessa forma, contribui para dar sustentação a sinais ainda incipientes de recuperação dos indicadores de confiança", destaca o texto.

“A ação persistente e conjunta dos poderes constituídos determinará a superação definitiva das citadas incertezas e o fortalecimento da confiança de empresários e trabalhadores. Como consequência natural desse ambiente, o Brasil terá o retorno dos investimentos e da geração de empregos”, conclui a nota.

Antes da nota do Ministério da Fazenda, o presidente interino Michel Temer já tinha dito que foi uma “bela vitória” a aprovação pelo Congresso Nacional do projeto que revisa a meta fiscal para 2016