Tamanho do texto

As lojas de materiais de construção tiveram a maior retração no primeiro mês do ano contra igual período do ano passado

Os únicos segmentos que apresentaram crescimento foram os de supermercados, farmácias e perfumarias
Tânia Rego/Agência Brasil - 8.10.2014
Os únicos segmentos que apresentaram crescimento foram os de supermercados, farmácias e perfumarias

O varejo do estado de São Paulo alcançou faturamento de R$ 44,1 bilhões em janeiro, o menor volume para o mês desde 2010, informou nesta sexta-feira (8) a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Serviços do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O montante representa queda real de 4,7% em relação ao resultado de janeiro de 2015. O recuo é ainda mais intenso na comparação com dezembro (22,3%) em razão do maior volume de vendas no mês do Natal.

As lojas de materiais de construção foram as que tiveram a maior retração no primeiro mês do ano contra igual período do ano passado. O recuo foi de 20,6%. As concessionárias de veículos aparecem logo em seguida, com queda de 16,4%, pressionadas pela crise do setor automotivo. Pelo mesmo motivo, o faturamento das lojas de autopeças e acessórios recuou 5,2%.

Mais uma vez, os únicos segmentos que apresentaram crescimento foram os de supermercados, com alta de 6,1%, e farmácias e perfumarias, com avanço de 8,1% na comparação com janeiro do ano passado. Os demais segmentos pesquisados foram: eletrodomésticos eletrônicos e lojas de departamento (-9,7%), lojas de móveis e decoração (-2%), lojas de vestuário, tecidos e calçados (-0,9%) e outras atividades (-11%).

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.